PrimeLife (Ano IX)

Viva Bem, Viva Mais, Viva com Estilo

Dormir melhorar

O sono é o momento de maior recuperação do dia, para o corpo e para o cérebro. Mas não é só a quantidade de horas dormidas que importa – a qualidade é essencial. “É preciso administrar o sono estrategicamente”, afirma Frederico Porto, médico psiquiatra e professor da Fundação Dom Cabral, em São Paulo.

Criar um ritual para se desligar antes de ir para a cama, como meditar, ajuda a relaxar e a dormir com mais facilidade. E é importante estabelecer esse hábito, porque uma noite mal dormida altera a atenção e o raciocínio, levando a um estado semelhante ao produzido pelo excesso de álcool, diz o especialista. “Essas horas perdidas não podem ser repostas”, diz o psiquiatra. “Ao dormir mal, pagamos um preço”, afirma. “O sono serve como um período de faxina, especialmente para o cérebro, que usa esse tempo de descanso para digerir as informações coletadas ao longo do dia e solidificar as memórias. Também ajuda a eliminar proteínas tóxicas, entre elas, algumas relacionadas a demências como Alzheimer, e ativa o sistema imunológico, auxiliando na prevenção de muitas doenças.”

O que dá para fazer em relação a amenizar esses efeitos ruins é dormir um pouco mais aos finais de semana, mas sem exagero. E seguir estas oito orientações para não criar um déficit de sono.

1. Pelo menos 40 minutos antes de deitar-se, evite a exposição a luzes, especialmente de telas de equipamentos eletrônicos. Se o uso do celular for necessário, programe o aparelho para reduzir a luz ao anoitecer ou acione o bloqueador de luz azul.

2. Procure criar um ambiente aconchegante para dormir, com roupa de cama confortável e travesseiros adequados. Além disso, evite computador ou televisão no quarto.

3. Providencie cortinas bloqueadores de luz nas janelas.

4. Evite usar um som estridente no despertador. Toques muito altos ou irritantes levam a um pico de secreção de cortisol, substância que ativa o estresse, o que impacta a produtividade e a qualidade do dia.

5. Evite fazer exercícios pelo menos três horas antes de dormir. E procure não ingerir bebidas alcoólicas e com cafeína à noite.

6. Adote horários regulares para dormir e acordar.

7. Se despertar no meio da noite, não fique ansioso nem ceda à tentação de mexer no celular ou de ligar a televisão. Em vez disso, procure fazer um exercício de respiração, inspirando e expirando o ar lentamente, para relaxar e voltar a dormir.

8. Caso o problema persistir, consulte um especialista para avaliar se você tem algum distúrbio do sono que deva ser tratado.

por Frederico Porto, médico psiquiatra

Anúncios

07/01/2019 Posted by | Saúde | Deixe um comentário

Pessoas tóxicas

Ninguém vem com selo de qualidade, certo? Mais ou menos.

Porque quando a pessoa é maldosa, mesmo “sem querer “, ela vai acabar deixando escapar atitudes que devem deixar você em alerta. E, se você detectar ao menos três desses cinco sinais, mantenha distância dessa criatura. Se ela ainda não aprontou com você, vai aprontar!

1 – Elas usam o que você diz para te prejudicar

Gente mau caráter pega uma informação inofensiva sua, vira do avesso, distorce e faz você parecer alguém em quem não se pode confiar. Também podem usar aspectos mais vulneráveis da sua personalidade para explorar você e tirar vantagem.Por isso, bico calado! Fale o mínimo necessário, preserve sua vida pessoal, não conte suas ideias, planos ou problemas.

2 – Elas nunca falam a verdade

Essa gente ruim é incapaz de ser verdadeira. Ainda que a essência do que digam seja real, elas vão modificar, aumentar, torcer, de forma que a história as coloque como especiais, importantes, mais inteligentes ou espertas. Portanto, deixe que falem sozinhas. Ligue o ouvido automático e abstraia.

3 – Nunca assumem a responsabilidade pelo que fazem

Essa gente oportunista é lisa feito um peixe ensaboado! Mesmo que sejam confrontadas com evidências inquestionáveis, vão negar e tentar escapar da culpa, ou pior, jogar a culpa para outra pessoa. Sua capacidade de inventar desculpas e argumentos em favor de si mesmas é assombroso! E são tão sedutoras e manipuladoras que chega uma hora que você começa a si sentir um crápula por ter duvidado dela. Sendo assim, fique firme. Se você descobriu um mal feito dessa pessoa e tem certeza de que foi ela a causadora, ignore seus argumentos, corte a conversa e tome distância.

4 – Nunca vão se arrepender do que fazem

Essas pessoas tóxicas sabem perfeitamente o estrago que causaram na vida dos mais desavisados por uma simples razão: fazem tudo de caso pensado! E, nunca, jamais, em tempo algum, serão capazes de se compadecer da dor do outro. O outro é irrelevante para elas; são completamente frias e egoístas. Desde que se deem bem, o resto é resto! Por isso, nunca crie expectativas. Não se iluda pela ideia de que “todos são capazes de mudar”. Esse tipo de pessoa, além de não mudar, piora com o tempo.

5 – Elas se alegram com a desgraça alheia

Um mau caráter tem prazer em ver os outros perderem, sentem-se protegidos por terem sido afetados pela perda e, se puderem, vão poluir a sua cabeça com ideias negativas, fofocas, sentimentos pessimistas e tudo o mais que seja útil para manter você numa situação vulnerável. Às vezes podem até se fingir de amigos e ficar ao seu lado numa situação catastrófica, pois são verdadeiros urubus. Amigos verdadeiros estão sempre por perto e, sobretudo são capazes de ficar felizes com nossa felicidade e com nosso sucesso. Cuidado com os “amigos” que só se aproximam quando você está por baixo!

05/12/2018 Posted by | Lição de Vida, Relacionamento | Deixe um comentário

Nada como um café com a pessoa certa

Não há quem possa manter um mínimo de equilíbrio sem ter ao menos uma pessoa com quem dividir momentos de descontração e divertimentos, como um cafezinho, para espairecer e se esquecer, por breves momentos que sejam, do montante de dissabores que fazem parte da vida.

É cada vez mais difícil alguém conseguir ter algum tempo de sobra ao longo do dia. Tudo é tão corrido, tão urgente, que as pessoas não mais têm tempo para desfrutar de um passatempo, de uma amizade, para não fazer absolutamente nada, apenas descansar.

Trabalha-se mais, acumula-se serviço, enquanto os relacionamentos humanos se esvaziam cada vez mais.

Ninguém aguenta, por muito tempo, passar as horas tão somente num pique atarefado e comprometido com responsabilidades que não trazem algum sossego.

Por mais que se goste de trabalhar, o corpo e a mente precisam de descanso, de um intervalo em que se consiga tirar um pouco de peso dos ombros.

E nada melhor do que um amigo verdadeiro para ajudar essa vida a se tornar menos densa e pesada.

Rir com verdade, conversar sobre amenidades, lembrar-se de momentos especiais, tudo isso alivia a carga massacrante que o cotidiano nos obriga a enfrentar.

Amigos não devem servir somente para consolar e ouvir nossas agruras, mas também podem ser ótimas companhias para as ocasiões em que dividimos amenidades frugais, sem nada de sério pairando sobre a conversa, apenas sorvendo aquele ócio que recarrega nossas baterias e nossas energias.

Amigos nos ajudam nos momentos de escuridão, mas também nos alegram quando precisamos apenas estar com alguém para dividir café e risadas.

Não podemos deixar de lado a necessidade de desfrutar momentos de lazer, junto a pessoas boas e verdadeiras, para que não sucumbamos diante dos inúmeros problemas que lotam nossa vida de entraves.

Nosso emocional precisa de refresco e serão as pessoas que nos amam sem ressalvas os calmantes especiais que tornarão nossos passos mais seguros.

Nada como um café com a pessoa certa.

03/12/2018 Posted by | Atitudes, Comportamento | Deixe um comentário

Inteligência Emocional

Elogie com sinceridade.

Como é bom receber um elogio, principalmente quando é sincero. Se o elogio vier de uma pessoa que amamos então…

As palavras de elogio entram em nosso coração e nos dão força para continuar fazendo melhor ainda. Não é verdade?

Receber um elogio por algo de bom que você fez é excelente.

Você gosta de ser elogiado? Faça o seguinte então: goste de elogiar.

Elogie com sinceridade as boas atitudes das pessoas.

Nós colhemos o que plantamos. Praticar o elogio faz com que nos foquemos nas qualidades das pessoas e não nos possíveis defeitos.

Focar nas qualidades e elogiar sinceramente é um sinal de aprimoramento de sua inteligência emocional.

Proteja suas emoções.

Também é preciso ser firme e assertivo em certas situações. Pessoas emocionalmente inteligentes sabem ser assertivas quando a situação o exige, mas com o cuidado para não provocar inimizades, buscando dizer palavras que não ofendam nem humilhem.

O truque está em dar a si próprio um tempo para acalmar as suas emoções antes de falar, fazer no mínimo a dita oração dos sábios, ou seja, ficar no mínimo um minuto em silêncio.

Também não convém se colocar em situações que podem o levar a perder o controle.

Evite conversas que podem fazer com que você fique emocionalmente abalado, prive-se de amizades que o condenem, esquive-se de ver fotos nas redes sociais que podem provocar emoções de tristeza e ira, poupe sua mente de lembranças de momentos ruim

Faça amizades positivas.

Sabemos que precisaremos conviver com todos os tipos de pessoas, as rancorosas, as melancólicas, as que só reclamam, as pessimistas, as mentirosas, as grosseiras, enfim, todo tipo de pessoas.

Mas para amizades íntimas, escolha o convívio com pessoas que o façam levantar emocionalmente e também busque ser esse tipo de amigo. Lembre-se sempre que colhemos o que plantamos.

Prefira as pessoas verdadeiramente alegres, resolvidas, seguras, gentis, engraçadas e bondosas.

As pessoas negativas também tendem a evitar as positivas, pois querem alguém que apoie seus dramas.

Lembre-se positivamente do futuro.

Lembrar do futuro? Como assim?

Lembrar do futuro significa visualizar como você estará daqui a alguns dias, meses e anos e lembrar disso sempre.

Pessoas emocionalmente inteligentes passam mais tempo fazendo planos e trabalhando para o futuro, ficam sem disponibilidade para lamentar os assuntos passados.

Aprendem com as experiências fracassadas e utilizam essas lições para seguirem em frente, mas sem alimentar a ansiedade

Busque aplicar o conhecimento.

A busca pelo conhecimento e o aprendizado devem ser constante na vida de uma pessoa que quer aumentar a inteligência emocional.

Pessoas com emoções inteligentes são estudantes para toda a vida, são receptivos a novas ideias, sem perderem os princípios verdadeiros e sabem que têm muito para aprender com todos aqueles com que se relacionam, demonstrando humildade e desprendimento de preconceitos.

Mas não basta apenas aumentar o conhecimento, é preciso coloca-lo em prática.

Gaste tempo com o que é necessário.

Pessoas emocionalmente inteligentes mantém o pensamento naquilo que é positivo, ou seja, não perdem muito tempo e energia pensando nos problemas que têm e nas pessoas que os chateiam.

Não gastar tempo e pensamento com coisas ruins não significa ignora-las, mas pensar em como resolve-las.

Pensar na solução e não no que causou o problema, essa é a diferença.

Isso o ajudará a aprimorar sua inteligência emocional

Fale de coisas boas e que interessem aos outros.

Exercite suas palavras para falar de coisas boas.

Abençoe as pessoas, fale das belezas da vida e de Deus.

Busque encher as prateleiras do seu coração com vasilhas cheias de agradecimento, palavras doces e gentis, pensamentos de vida.

Fale de coisas engraçadas, de comidas gostosas, filmes divertidos, jogos interessantes. Fale de coisas que as demais pessoas gostarão de ouvir. Pessoas que possuem emoções inteligentes divertem os outros

Perdoe e peça perdão.

Se existe um fortificante para a inteligência emocional, essa super vitamina chama-se perdão.

O ato de perdoar e de pedir perdão mostra segurança e humildade.

O perdão nos devolve emoções saudáveis, como alegria e paz. Nos faz sentir novamente a leveza da vida.

Leia livros.

Aprimore a sua inteligência emocional.

Inteligência emocional é um assunto muito vasto e fascinante.

É aconselhado que todos que queiram aprimorar suas emoções busquem mais aprendizado sobre o assunto, através de leituras de bons livros e matérias.

Ore.

É sabido que o poder da oração é ilimitado.

Orar é uma prática fundamental para todas pessoas.

Uma pessoa precisa ter a prática constante da oração, o hábito de se relacionar com Deus e ser cada dia mais íntimo dele. Existem inclusive estudos científicos que atestam aquilo que todos os cristãos já sabem, que as pessoas que oram possuem melhor qualidade de vida e que suas emoções tendem a ser mais estáveis.

Se você ainda não possui o hábito de orar, sugiro que o faça diariamente, começando com 15 minutos pela manhã.

Fale com Deus, converse com Ele e fique também em silêncio, para que possa ouvir a sua voz.

Agradeça a Deus.

Agradecer significa demonstrar ou expressar gratidão; oferecer graças; reconhecer.

A prática de agradecer fortalece as boas emoções. Mostra respeito, segurança e humildade. Por isso é importante agradecer sempre, mostrar que confiamos em Deus apesar de qualquer dificuldade.

Sei que há momentos que é difícil crer que Deus está no controle, pois a dor se mostra grande demais, mas tenha fé, Deus sabe de todas as coisas.

“Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os meus caminhos, diz o Senhor”

Isaías 55:8

Ainda há tempo, escolha a excelência.

02/12/2018 Posted by | Inteligência Emocional | Deixe um comentário

O verdadeiro valor

O verdadeiro valor de uma pessoa, não está na beleza de sua face, nem na riqueza de seus bens. Mas na simplicidade de seus atos e na sinceridade das suas palavras.

28/11/2018 Posted by | Pensamentos | Deixe um comentário

Melhor lidar com pessoas ácidas e honestas do que com pessoas doces e hipócritas

Existem vários tipos de pessoas com quem conviveremos, ao longo de nossas vidas, no trabalho, nas redes sociais, na vida por aí. Pessoas com personalidades diferentes umas das outras, cada uma delas peculiar e única em suas características próprias. Termos o cuidado de manter por perto quem é sincero será um dos maiores favores que faremos a nós mesmos. Não é fácil, infelizmente, saber em quem podemos confiar, desde o início, uma vez que máscaras costumam ser usadas durante os relacionamentos, de acordo com os interesses de cada um, de acordo com o quanto a pessoa pensa em si mesma e no outro. Pode demorar para conhecermos realmente a índole de alguém, pode levar muito tempo, porém, nunca será tarde demais para que consigamos nos proteger.

Muitos de nós costumamos confundir leveza com sinceridade e acidez com falsidade, erroneamente. Nem sempre as boas intenções se revestem de um verniz doce e calmo. Nem sempre a falsidade se atrela a um comportamento mais áspero e firme. Na verdade, a gente não conhece de fato as pessoas, mas apenas parte delas que nos são permitidas, de acordo com o que elas querem. E nem sempre o que elas querem nos faz bem.

As decepções serão invitáveis, onde e com quem estivermos. Perdoar será preciso, mas até o limite máximo de nossa dignidade. Teremos que tentar entender o outro, compreendendo que ele tem as próprias histórias, as próprias escuridões, uma luta interna que desconhecemos. Mesmo assim, o sofrimento alheio não poderá morar em nós demoradamente, a ponto de nos fazer mal. Tentar ajudar é necessário, porém, sem tomar como nossas as tempestades que o outro criou.

Por isso é que, muitas vezes, mesmo que não sejam simpáticas demais, será bem melhor lidar com pessoas transparentes, porque então saberemos que terreno pisamos. Ruim é pisar ovos, andar em areia movediça, enquanto não se percebe a crueldade por trás da doçura no tom de voz de certas pessoas. O que nos protegerá, afinal, será a honestidade, tanto a nossa quanto a do outro. Sempre.

27/11/2018 Posted by | Comportamento | Deixe um comentário

Love Me Like You Do

29/08/2018 Posted by | Songbook | Deixe um comentário

Confúcio

Nesta data, em 551 a.C. nascia Confúcio. Considerado o mais influente filósofo chinês de todos os tempos, Confúcio continua a ser um exemplo de moralidade pessoal. Seus pensamentos se traduzem em importantes lições de valores, como a justiça, a sinceridade, a ética e a honestidade.

As reflexões de Confúcio têm mais de 2 mil anos, mas continuam tão contemporâneas como nunca! Não importa se você é do oriente ou do ocidente, deveria conhecer as lições que este sábio chinês deixou para a humanidade.

A filosofia de Confúcio sublinhava uma moralidade pessoal e governamental, os procedimentos corretos nas relações sociais, a justiça e a sinceridade.

Pensamentos filosóficos de Confúcio:

Aja antes de falar e, portanto, fale de acordo com os seus atos

A experiência é uma lanterna dependurada nas costas que apenas ilumina o caminho já percorrido

Coloque a lealdade e a confiança acima de qualquer coisa; não te alies aos moralmente inferiores; não receies corrigir teus erros

A melhor maneira de ser feliz é contribuir para a felicidade dos outros

O que sabemos, saber que o sabemos. Aquilo que não sabemos, saber que não o sabemos: eis o verdadeiro saber

De nada vale tentar ajudar aqueles que não se ajudam a si mesmos

Eu não procuro saber as respostas, procuro compreender as perguntas.

Quem não conhece o valor das palavras não saberá conhecer os homens.

Exige muito de ti e espera pouco dos outros. Assim, evitarás muitos aborrecimentos.

O homem superior atribui a culpa a si próprio; o homem comum aos outros.

Para conhecermos os amigos é necessário passar pelo sucesso e pela desgraça. No sucesso, verificamos a quantidade e, na desgraça, a qualidade.

Ao examinarmos os erros de um homem, conhecemos o seu caráter.

 

27/08/2018 Posted by | Lembranças do Dia | 3 Comentários

Os vinhos e suas tampas

Nove a cada dez garrafas no mundo têm uma tampa alternativa à cortiça natural. Este número descreve a experiência do consumidor e pode ser observado por você na sua casa. Não era assim há dez anos, não é?

Claro que essa única garrafa com a rolha natural não é, obviamente, uma garrafa accessível. Porque enquanto a cortiça é reservada para os preços altos. As tampas alternativas ocupam o terreno dos segmentos de valores médios e baixos.

Quais são as razões para essa mudança e quais vantagens ou desvantagens ela oferece para os consumidores de vinho?

Motivo histórico

Segundo o International Wine Challenge (IWC), o maior concurso de vinhos do mundo, entre 5 e 6% dos vinhos que participam da contenda apresentam algum tipo de defeito associado ao fechamento da garrafa. Sabor de cortiça, oxidação ou redução são os três mais comuns, sendo o primeiro mais conhecido pelo consumidor.

Denominado TCA, trata-se de um aroma desagradável, que lembra um porão úmido ou clausura. E a responsável por isso é a rolha. Por trás desse desagradável sabor, está um grupo de bactérias que atacou o Alcornoque (árvore que produz a cortiça) antes de se produzir a rolha e que, em contato com o vinho, transforma-o em algo que não dá para beber.

Segundo os dados do IWC, do total de vinte mil amostras que são catadas por ano, o TCA é o responsável pelo menos por 2,5% dos defeitos, uma cifra que se mantém há muito tempo. Para resolver esse problema, na década de 1980 algumas indústrias vinculadas à elaboração de plásticos e borrachas apresentaram uma primeira solução alternativa: tampas sintéticas. Elas oferecem um fechamento seguro e inerte ao vinho. Paralelamente, as tampas Stelvin chamadas de tampa de rosca, também foram apresentadas como solução. Mas na corrida para se estabelecer a futura tampa para as garrafas de vinho, as alternativas atravessaram experiências boas e más.

Entre as más, a dificuldade de utilizar o saca-rolhas em alguns tipos de rolha sintética ou a dureza da extração. Já a tampa de rosca não conseguiu cativar o consumidor, que ainda hoje, segundo estudos, as considera desprestigiantes. Entre as experiências boas, por outro lado, é que se eliminaram os riscos de contaminação por TCA. Mas há outros defeitos, como os que estão associados à óxido-redução do vinho, que, em média, representam a metade dos defeitos que se encontram, também segundo o IWC. Por esse grupo de defeitos, são responsáveis precisamente as tampas alternativas. Explicamos:

O futuro das tampas técnicas

Acontece que, uma vez que o vinho está na garrafa, as poucas moléculas tampa de oxigênio que ficaram presas no interior ou que entram através da rolha natural, são a chave para sua evolução dentro do recipiente. Esta questão foi reconhecida recentemente, na mudança de milênio, quando as tampas alternativas foram responsáveis, em certa medida, pelo defeito de redução. Em outras palavras: por falta de oxigenação, em particular nos vinhos tintos, sentia-se um odor de ovo podre.

A solução veio de mãos dadas com a ciência. Empresas como Nomacorc e Diam, começaram a estudar a forma em que o oxigênio penetrava na garrafa, uma vez fechada a mesma. E descobriram que a rolha natural oferecia uma filtração na ordem de uma parte por milhão, que era a chave para que o vinho não se reduzisse e apresentasse cheiro de ovo podre.

O problema é que a rolha natural não garante uniformidade dessa dosagem entre a mesma partida de cortiça. E assim, é a responsável pela oxidação, quando dosificada em excesso. Trata-se do defeito inverso da redução, que é a cor de telha ou marrom, sem aromas atrativos e caráter diluído.

Com isso, a Nomacorc, empresa de origem belga, com fábricas nos Estados Unidos e agora também na Argentina, começou a trabalhar na hipótese de obter uma tampa de goma expandida que, além de evitar o TCA, permitisse dosificar o oxigênio previsivelmente.

Na década de 2000 criaram uma gama de tampas chamadas Select Series, que oferecem diferentes níveis de oxigenação: um vinho tinto, por exemplo, pode resultar em frutado ou reduzido, conforme se utiliza uma ou outra tampa no mesmo prazo de tempo, enquanto que outro reduzido pode ficar frutado assim que for cumprido o processo de oxigenação programado.

Desta forma, a tampa também é uma ferramenta enológica. Para que um vinho chegue ao ponto ótimo de consumo, o enólogo sabe que pode engarrafá-lo com uma tampa que, aos dois meses, permita ao vinho uma evolução plena. Ou propositalmente o contrário. Qualquer que seja o caso, uma coisa é certa: com a nova geração de tampas Diam ou Nomacorc, os defeitos na hora de se tomar um bom vinho são coisa do passado.

Por isso, cada vez mais, os vinhos de alta rotatividade. Os cotidianos e os de gama média são fechados com tampas técnicas, como são denominadas agora. São tampas que oferecem um segredo invisível para o consumidor. E que garantem, na hora de pagar uma garrafa, que você vai beber aquilo que comprou, e não uma surpresa.

Fonte: Wine Spectator (USA)

16/08/2018 Posted by | Vinhos | Deixe um comentário

Silêncio

Pensar antes de reagir é uma das ferramentas mais nobres do ser humano nas relações interpessoais.

Nos primeiros trinta segundos de tensão, cometemos os maiores erros de nossas vidas, falamos palavras e temos gestos diante das pessoas que amamos que jamais deveríamos expressar.

Nesse rápido intervalo de tempo, somos controlados pelas zonas de conflitos, impedindo o acesso de informações que nos subsidiariam a serenidade, a coerência intelectual, o raciocínio crítico.

Um médico pode ser muito paciente com as queixas de seus pacientes, mas muitíssimo impaciente com as reclamações de seus filhos.

Pensa antes de reagir diante de estranhos, mas não diante de quem ama.

Não sabe fazer a oração dos sábios, nos focos de tensão, o silêncio.

Se vivermos debaixo da ditadura da resposta, da necessidade compulsiva de reagir quando pressionados, cometeremos erros, alguns muito graves.

Só o silêncio preserva a sabedoria quando somos ameaçados, criticados, injustiçados.

Cada vez as pessoas estão perdendo o prazer de silenciar, de se interiorizar, refletir, meditar.

O dito popular de contar até dez antes de reagir é imaturo, não funciona.

O silêncio não é se aguentar para não explodir, o silêncio é o respeito pela própria inteligência.

Quem faz a oração dos sábios não é escravo do binômio do bateu-levou.

Quem bate no peito e diz que não leva desaforo para casa, não pensa nas consequências de seus atos.

Quem se orgulha de colocar para fora tudo que pensa, machuca quem mais deveria ser amado, não conhece a linguagem do auto controle.

Decepções fazem parte do cardápio das melhores relações.

Nesse cardápio precisamos do tempero do silêncio para preparar o molho da tolerância.

Para conviver com máquinas não precisamos de silêncio nem da tolerância, mas com seres humanos elas são fundamentais.

Ambos são frutos nobres da arte de pensar antes de reagir. Preserva a saúde psíquica, a consciência, a tranquilidade.

O silêncio e a tolerância são o vinho dos fortes, a reação impulsiva é a embriaguez dos fracos.

O silêncio e a tolerância são as armas de quem pensa, a reação instintiva é a arma de quem não pensa.

É muito melhor ser lento no pensar do que rápido em machucar, é preferível conviver com uma pessoa simples, sem cultura acadêmica, mas tolerante, do que com um ser humano de ilibada cultura saturada de radicalismo, egocentrismo, estrelismo.

Sabedoria e tolerância não se aprendem nos bancos de uma escola, mas no traçado da existência.

Ninguém é digno de maturidade se não usar suas incoerências para produzi-la.

Todo ser humano passa por turbulências na vida. Para alguns falta o pão na mesa; a outros a alegria na alma. Uns lutam para sobreviver, outros são ricos e abastados, mas mendigam o pão da tranquilidade e da felicidade.

Os milionários quiseram comprar a felicidade com seu dinheiro, os políticos quiseram conquistá-la com seu poder, as celebridades quiseram seduzi-la com sua fama, mas ela não se deixou achar.

Balbuciando aos ouvidos de todos, disse: “…Eu me escondo nas coisas simples e anônimas…”.

Todos fecham os seus olhos quando morrem, mas nem todos enxergam quando estão vivos.

 

16/08/2018 Posted by | Comportamento | Deixe um comentário