PrimeLife (Ano VI)

Viva Bem, Viva Mais, Viva com Estilo

Sucesso, acaso e oportunidades

carismaVocê já imaginou quantas vezes em nossas vidas temos a sensação de que éramos a pessoa certa no lugar certo?

Aliás, conta-se que Charlie Chaplin criou Carlitos, o seu mais famoso personagem, porque estava em um estúdio, o diretor pediu uma figura engraçada e ele saiu pegando peças de roupa que estavam soltas e assim nasceu um dos maiores ícones do cinema. 

O que isto demonstra é que o sucesso seria o resultado não somente do nosso talento e da nossa atitude, mas também das oportunidades que a vida nos dá, para exercitar, via nossas atitudes, leia-se, nossas escolhas, os talentos que temos.

Hoje vamos falar da oportunidade, que na grande maioria das vezes surge por acaso e segue regras desconhecidas.

Conforme relatado no livro Fora de Série (Outliers) de Malcolm Gladwell, em meados da década de 80 um psicólogo canadense de nome Roger Barnsley, analisou a lista dos jogadores de hóquei profissional do Canadá e descobriu que a maioria nascia nos meses de janeiro, fevereiro e março.

Aliás, para ser mais exato, 40% nasciam de janeiro a março, 30% de abril a junho, 20% de julho a setembro e somente 10% de outubro a dezembro.

Como ele não acreditava em astrologia resolveu investigar a fundo, e descobriu que a data limite para se candidatar a liga de hóquei por idade é 1º de janeiro, então um garoto que faz 10 anos dia 2 de janeiro estará disputando uma vaga com outro que faz aniversário no dia 30 de dezembro e portanto seria quase um ano mais velho, lembrando que todos os candidatos já jogam acima da média.

Nesta fase da pré-adolescência, um ano faz muita diferença em termos de desenvolvimento físico. Desta maneira, no hóquei a maturidade física determinada pela idade está influenciando diretamente a capacidade e assim o acesso à maior possibilidade de treinar, porque ao entrar para a liga o garoto tem mais chances de praticar – um jogador da liga disputa de 50 a 70 partidas por temporada, enquanto os outros disputam somente 20.

Assim se cria uma profecia autorealizável, ou seja, acredita-se que sejam melhores (desconsiderando a influência da idade), dão a eles condições de treino superiores e eles realmente se tornam melhores, confirmando o que já se pensava, mas no fundo foi o treino diferenciado que alavancou o sucesso.

Você já imaginou quantos possíveis craques são desperdiçados somente por que tiveram o azar de nascer no segundo semestre?

O jogador não tem a menor idéia de que a oportunidade de ter sido escolhido foi influenciada pelo dia em que nasceu.

A prática, como podemos ver, se torna tão ou mais importante quanto o talento nato, aquele com o qual você nasce. Por isto, o ditado, “sucesso é 10% inspiração e 90% transpiração”, nunca foi tão verdadeiro.

Estudos demonstram que para atingir a maestria em qualquer atividade, seja tocar um instrumento, ser um excelente vendedor, ou um empresário diferenciado, temos de ter pelo menos dez mil horas de prática, isto corresponde, a 3,5 horas de dedicação diária, de segunda-feira a sexta-feira por 10 anos.

Esta regra se aplica mesmo aos mais talentosos. É sabido que Zico e Pelé ficavam horas além do treino praticando como bater uma falta, ou algum outro exercício. Até um gênio, como Mozart – que já tocava piano aos 4 anos – compôs suas grandes obras com mais de 20 anos de idade, quando já tinha muito mais de dez mil horas de prática. Abordo mais este tema no próximo artigo.

Quando nos deparamos com estas questões, nos perguntamos: o que podemos fazer?

Primeiramente, focar naquilo que você tem controle. Por exemplo, você tem controle das escolhas que faz para exercitar o seu talento, controle em gerar ação na sua vida, se colocar em movimento e assim aumentar a possibilidade de surgirem oportunidades.

Mas sempre lembrando que somente terá maestria com a prática, muita prática e, claro, ajudará muito se investir em algo que faça com mais facilidade e que goste de fazer.

Reflita, em que você está disposto a investir dez mil horas para se tornar um mestre? Ou em que você já investiu dez mil horas? Este último seria o seu banco de talento, onde você depositou muitas horas de prática.

Conhecer o talento pessoal é fundamental, pois a oportunidade somente tem valor quando encontra alguém preparado para aproveitá-la.

Daqui para frente, sempre que ouvir um indivíduo falar das razões do seu sucesso, lembre-se que certamente haverá razões para aquele sucesso que nem mesmo o bem sucedido sabe, e que talvez este seja o grande segredo.

Portanto não desista de lutar pelos seus sonhos.

Mantenha-se disposto a inovar, a aprender sempre e quando realizá-los, tenha humildade, pois o acaso pode ter lhe ajudado muito mais do que você imagina.

 

Anúncios

15/04/2015 - Posted by | Autoconhecimento

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: