PrimeLife (Ano VI)

Viva Bem, Viva Mais, Viva com Estilo

Antoine de Saint-Exupéry

Antoine de Saint ExuperyNesta data há 71 anos atrás, falecia aos 44 anos de idade, Antoine de Saint-Exupéry.

Apaixonado desde a infância pela mecânica, começou por estudar no colégio jesuíta de Notre-Dame de Saint-Croix, em Mans, de 1909 a 1914. Neste ano da Primeira Guerra Mundial, juntamente com seu irmão François, transfere-se para o colégio dos Maristas, em Friburgo, na Suíça, onde permanece até 1917. Quatro anos mais tarde, em abril de 1921, Antoine inicia o serviço militar no 2º Regimento de Aviação de Estrasburgo, depois de reprovado nos exames para admissão da Escola Naval.

Em 17 de junho, obtém em Rabat, para onde fora mandado, o brevê de piloto civil. No ano seguinte, 1922, já é piloto militar brevetado, com o posto de subtenente da reserva. Em 1926, recomendado por amigo, o Abade Sudour, é admitido na Sociedade Latécoère de Aviação (depois conhecida como Aéropostale), onde começa então sua carreira como piloto de linha, voando entre Toulouse, Casablanca e Dacar, na mesma equipa dos pioneiros Vacher, Mermoz, Guillaumet e outros. Foi por essa época, quando chefiou o posto de Cabo Juby, no sul de Marrocos e então uma colónia espanhola, que os mouros lhe deram o cognome de senhor das areias. Permaneceu 18 meses no Cabo Juby, durante os quais escreveu o romance Courrier sud (“Correio do Sul”) e negociou com as tribos mouras insubmissas a libertação de pilotos que tinham sido detidos após acidentes ou aterragens forçadas.

Após quase 25 meses na América do Norte, Saint-Exupéry retornou à Europa para voar com as Forças Francesas Livres e lutar com os Aliados num esquadrão do Mediterrâneo. Então com 43 anos, ele era mais velho que a maioria dos homens designados para funções, e sofria de dores, devido às suas muitas fraturas. Ele foi designado com um número de outros pilotos para pilotar aviões P-38 Lightning.

A última tarefa de Saint-Exupéry foi recolher informação sobre os movimentos de tropas alemãs em torno do Vale do Ródano antes da invasão aliada do sul da França (“Operação Dragão”). Na noite de 31 de julho de 1944, ele partiu de uma base aérea na Córsega e não retornou. Uma mulher relatou ter visto um acidente de avião em torno de meio-dia de 1 de agosto perto da Baía de Carqueiranne, Toulon. Um corpo não identificável ​​usando cores francesas foi encontrado vários dias depois a leste do arquipélago Frioul ao sul de Marselha e enterrado em Carqueiranne em setembro.

O alemão Horst Rippert assumiu ser o autor dos tiros responsáveis pela queda do avião e disse ter lamentado a morte de Saint-Exupéry. Em 3 de novembro, em homenagem póstuma, recebeu as maiores honras do exército.

Em 2004, os destroços do avião que pilotava foram achados a poucos quilômetros da costa de Marselha. Seu corpo nunca foi encontrado.

 As suas obras são caracterizadas por alguns elementos como a aviação e a guerra. Também escreveu artigos para várias revistas e jornais da França e outros países, sobre muitos assuntos, como a guerra civil espanhola e a ocupação alemã da França.

Destaca-se Le Petit Prince (O Pequeno Príncipe, no Brasil) de 1943, livro de grande sucesso de Saint-Exupéry.

Le Petit Prince pode parecer simples, porém apresenta personagens plenos de simbolismos: o rei, o contador, o geógrafo, a raposa, a rosa, o adulto solitário e a serpente, entre outros. O personagem principal vivia sozinho num planeta do tamanho de uma casa que tinha três vulcões, dois ativos e um extinto. Tinha também uma flor, uma formosa flor de grande beleza e igual orgulho. Foi o orgulho da rosa que arruinou a tranquilidade do mundo do pequeno príncipe e o levou a começar uma viagem que o trouxe finalmente à Terra, onde encontrou diversos personagens a partir dos quais conseguiu repensar o que é realmente importante na vida.

O romance mostra uma profunda mudança de valores, e sugere ao leitor quão equivocados podem ser os nossos julgamentos, e como eles podem nos levar à solidão. O livro nos leva à reflexão sobre a maneira de nos tornarmos adultos, entregues às preocupações diárias, e esquecidos da criança que fomos e somos.

Frases famosas:

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós.”

“Eu não tenho necessidade de ti. E tu não tens necessidade de mim. Mas, se tu me cativas, nós teremos necessidade um do outro. Serás para mim único no mundo. E serei para ti única no mundo.”

“Tornas-te eternamente responsável por aquilo que cativas.”

“Sou um pouco de todos que conheci, um pouco dos lugares que fui, um pouco das saudades que deixei e sou muito das coisas que gostei.”

“O verdadeiro homem mede a sua força, quando se defronta com o obstáculo

31/07/2015 Posted by | Lembranças do Dia | Deixe um comentário

Dia Mundial do Orgasmo

Sexo 4O orgasmo, que corresponde ao maior momento de um prazer sexual, tem data para ser comemorado.

Criado na Inglaterra por uma rede de sex shops, o Dia Mundial do Orgasmo é celebrado hoje. Segundo a terapeuta sexual Sylvia Marzano, o sucesso do orgasmo é o autoconhecimento. Primeiro é preciso conhecer o corpo e como ele reage aos estímulos.

Para quem tanto busca e nada encontra, o segredo é relaxar. Ansiedade também é inimiga do orgasmo. “Hoje há muita informação, mas pouca formação. Depois de ler e reler manuais, guias, livros e até fazer cursos e treinamentos, se as pessoas não encontraram o prazer que procuram, pode até ser que quebraram alguns tabus, mas alimentaram muitos mitos também”, disse Marzano.

Confira abaixo uma lista de mitos e verdades sobre o orgasmo, segundo Sylvia Marzano:

O orgasmo é sempre muito intenso – Mito. Muitas pessoas acham que ter orgasmo é ver estrelas, entrar numa outra dimensão cósmica, uma expressão violenta de sensações e desfalecimento. As sensações do orgasmo são variáveis de pessoa para pessoa e sofrem influência de fatores intrínsecos (emoções, sentimentos, orgasmos anteriores registrados na memória) e extrínsecos (ambiente, tempo e parceria sexual).

Todo ser humano é equipado biologicamente para ter um orgasmo – Verdade. O nosso corpo está apto para o sexo e consequentemente para o orgasmo. Na dificuldade ou ausência do orgasmo, é necessário a busca de tratamento por um terapeuta sexual para investigar as possíveis causas, físicas ou psicológicas.

O orgasmo masculino é a ejaculação – Mito. O orgasmo e a ejaculação são respostas fisiológicas diferentes no homem. O orgasmo é uma resposta sensorial, enquanto que a ejaculação é a eliminação do esperma. No homem, geralmente eles acontecem simultaneamente.

Preliminares mais longas, orgasmos mais intensos – Mito. As preliminares são importantes para que a mulher chegue ao orgasmo, porém a intensidade do orgasmo depende exclusivamente da excitação, da entrega total ao momento erótico e de suas emoções.

Na transa com outra pessoa do mesmo sexo, a mulher tem orgasmos infinitos – Mito. Quando uma a mulher transa com uma outra não significa que elas terão orgasmos infinitos até que se cansem fisicamente. A mulher, assim como o homem, também tem um período chamado de resolução, ou seja, o período em que o corpo recomeça todo o processo de excitação, realização e novamente o clímax. A diferença entre o homem e a mulher é que ela continua, depois de um orgasmo, em um nível de excitação, e ele não.

Muitas mulheres precisam de estimulação clitoriana para ter um orgasmo – Verdade. Isso é perfeitamente normal e não se trata de um distúrbio. O orgasmo não depende da penetração para acontecer.

Mulheres demoram mais para chegar lá – De forma geral sim, porque na sua resposta sexual, elas têm mudanças anatômicas na sua genitália para que possa ser penetrada sem dor.

Existe Orgasmo anal, vaginal e clitoriano? – Existem zonas erógenas, tanto na região genital como em todo corpo que proporcionam excitação, variadas de pessoa para pessoa. Para os homens, as carícias na região perineal e anal podem estimular a próstata e favorecer a ereção. Para as mulheres, o canal vaginal possui uma plataforma orgástica, região mais sensível ao toque logo nos primeiros centímetros, que participa efetivamente na elevação da excitação. O ânus não é preparado anatomicamente para produzir um orgasmo. Mas orgasmo é um só e ele não é separado em vaginal, clitoriano, peniano ou anal. Ele é uma sensação do corpo inteiro. O que muda são os pontos estimulados para a excitação.

Sylvia Marzano

31/07/2015 Posted by | Lembranças do Dia | Deixe um comentário

Atitudes que drenam a sua energia

energiaPensamentos obsessivos

Pensar gasta energia, e todos nós sabemos disso. Ficar remoendo um problema cansa mais do que um dia inteiro de trabalho físico. Quem não tem domínio sobre seus pensamentos – mal comum ao homem ocidental, torna-se escravo da mente e acaba gastando a energia que poderia ser convertida em atitudes concretas, além de alimentar ainda mais os conflitos. Não basta estar atento ao volume de pensamentos, é preciso prestar atenção à qualidade deles. Pensamentos positivos, éticos e elevados podem recarregar as energias, enquanto o pessimismo consome energia e atrai mais negatividade para nossas vidas.

Sentimentos tóxicos

Choques emocionais e raiva intensa também esgotam as energias, assim como ressentimentos e mágoas nutridos durante anos seguidos. Não é à toa que muitas pessoas ficam estagnadas e não são prósperas. Isso acontece quando a energia que alimenta o prazer, o sucesso e a felicidade é gasta na manutenção de sentimentos negativos. Medo e culpa também gastam energia, e a ansiedade descompassa a vida. Por outro lado, os sentimentos positivos, como a amizade, o amor, a confiança, o desprendimento, a solidariedade, a auto-estima, a alegria e o bom-humor recarregam as energia e dão força para empreender nossos projetos e superar os obstáculos.

Maus hábitos

Falta de cuidado com o corpo – Descanso, boa alimentação, hábitos saudáveis, exercícios físicos e o lazer são sempre colocados em segundo plano. A rotina corrida e a competitividade fazem com que haja negligência em relação a aspectos básicos para a manutenção da saúde energética.

Fugir do presente

 As energias são colocadas onde a atenção é focada. O homem tem a tendência de achar que no passado as coisas eram mais fáceis: “bons tempos aqueles!”, costumam dizer. Tanto os saudosistas, que se apegam às lembranças do passado, quanto aqueles que não conseguem esquecer os traumas, colocam suas energias no passado. Por outro lado, os sonhadores ou as pessoas que vivem esperando pelo futuro, depositando nele sua felicidade e realização, deixam pouca ou nenhuma energia no presente. E é apenas no presente que podemos construir nossas vidas.

Falta de perdão

Perdoar significa soltar ressentimentos, mágoas e culpas. Libertar o que aconteceu e olhar para frente. Quanto mais perdoamos, menos bagagem interior carregamos, gastando menos energia ao alimentar as feridas do passado. Mais do que uma regra religiosa, o perdão é uma atitude inteligente daquele que busca viver bem e quer seus caminhos livres, abertos para a felicidade. Quem não sabe perdoar os outros e si mesmo, fica ”energeticamente obeso”, carregando fardos passados.

Mentira pessoal

Todos mentem ao longo da vida, mas para sustentar as mentiras muita energia é gasta. Somos educados para desempenhar papéis e não para sermos nós mesmos: a mocinha boazinha, o machão, a vítima, a mãe extremosa, o corajoso, o pai enérgico, o mártir e o intelectual. Quando somos nós mesmos, a vida flui e tudo acontece com pouquíssimo esforço.

Viver a vida do outro

Ninguém vive só e, por meio dos relacionamentos interpessoais, evoluímos e nos realizamos, mas é preciso ter noção de limites e saber amadurecer também nossa individualidade. Esse equilíbrio nos resguarda energeticamente e nos recarrega. Quem cuida da vida do outro, sofrendo seus problemas e interferindo mais do que é recomendável, acaba não tendo energia para construir sua própria vida. O único prêmio, nesse caso, é a frustração.

Bagunça e projetos inacabados

A bagunça afeta muito as pessoas, causando confusão mental e emocional. Um truque legal quando a vida anda confusa é arrumar a casa, os armários, gavetas, a bolsa e os documentos, além de fazer uma faxina no que está sujo. À medida em que ordenamos e limpamos os objetos, também colocamos em ordem nossa mente e coração. Pode não resolver o problema, mas dá alívio. Não terminar as tarefas é outro “escape” de energia. Todas as vezes que você vê, por exemplo, aquele trabalho que não concluiu, ele lhe “diz” inconscientemente: “você não me terminou! Você não me terminou!” Isso gasta uma energia tremenda. Ou você a termina ou livre-se dela e assuma que não vai concluir o trabalho. O importante é tomar uma atitude. O desenvolvimento do auto-conhecimento, da disciplina e da terminação farão com que você não invista em projetos que não serão concluídos e que apenas consumirão seu tempo e energia.

Afastamento da natureza

A natureza, nossa maior fonte de alimento energético, também nos limpa das energias estáticas e desarmoniosas. O homem moderno, que habita e trabalha em locais muitas vezes doentios e desequilibrados, vê-se privado dessa fonte maravilhosa de energia. A competitividade, o individualismo e o estresse das grandes cidades agravam esse quadro e favorecem o vampirismo energético, onde todos sugam e são sugados em suas energias vitais.

31/07/2015 Posted by | Comportamento | Deixe um comentário

Noches de saten blanco

“Nights In White Satin (Notte Di Luce)” na performance de Il Divo.

30/07/2015 Posted by | Songbook | Deixe um comentário

Ser feliz ou ter razão…

emoção, razãoOito da noite, numa avenida movimentada. O casal já está atrasado para jantar na casa de uns amigos. O endereço é novo e ela consultou no mapa antes de sair.

Ele conduz o carro. Ela orienta e pede para que vire, na próxima rua, à esquerda. Ele tem certeza de que é à direita.

Discutem. Percebendo que além de atrasados, poderiam ficar mal-humorados, ela deixa que ele decida. Ele vira à direita e percebe, então, que estava errado. Embora com dificuldade, admite que insistiu no caminho errado, enquanto faz o retorno.

Ela sorri e diz que não há nenhum problema se chegarem alguns minutos atrasados. Mas ele ainda quer saber: – Se tinhas tanta certeza de que eu estava indo pelo caminho errado, devias ter insistido um pouco mais… E ela diz:

Entre ter razão e ser feliz, prefiro ser feliz. Estávamos à beira de uma discussão, se eu insistisse mais, teríamos estragado a noite!

Moral da História:

Esta pequena história foi contada por em uma reunião de empreendedores, durante uma palestra sobre simplicidade no mundo do trabalho. Usamos a cena para ilustrar quanta energia nós gastamos apenas para demonstrar que temos razão, independentemente, de tê-la ou não. Desde que transmito esta história, tenho me perguntado com mais frequência:

Quero ser feliz ou ter razão?

Outro pensamento parecido, diz o seguinte: Nunca se justifique. Os amigos não precisam e os inimigos não acreditam.

Passe esta mensagem aos seus amigos, para ver se o mundo melhora…

Eu já decidi… EU QUERO SER FELIZ e você?

Reflita…

30/07/2015 Posted by | Reflexões | Deixe um comentário

Vista-se na estica!

a atração interpessoalAcredite muitos homens derrapam na hora de usar a camisinha. Desde a colocação atá a forma de manusear o preservativo fuja dos chabus.

Você acha que está cansado de saber o jeito certo de usar uma camisinha?

Então é melhor prestar atenção.

Pesquisadores da Universidade de Indiana (EUA) analisaram 50 estudos sobre o manuseio de preservativos e encontraram uma lista grande de erros.

Veja quais são os mais comuns:

+ Demorar para colocar:

Mais de 50% das pessoas vestem a camisinha depois que o sexo inicia. “Assim você não previne DSTs e/ou gravidez, pois o homem libera fluídos pré-ejaculatórios” afirma Eduardo Bertero, membro da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU).

+ Desenrolar a camisinha antes de pôr

Cerca de 25% dos entrevistados admitiram cometer esta gafe. Além de ficar mais difícil a colocação, “essa manobra pode tirar a lubrificação e facilitar bastante o rompimento do látex”, alerta Francisco Fonseca, membro da SBU. Desenrole sobre o pênis.

+ Não desenrolar completamente depois de colocada:

Ao se lembrarem da última transa, 11% das mulheres e 9% dos homens deram esse deslize. Com o atrito e o excesso de lubrificação vaginal, a camisinha pode escorregar e deixá-lo desprotegido. Desenrole até a base do pênis.

+ Deixar pouco espaço na ponta:

Mais de 45% dos indivíduos se esquecem de liberar um lugar para armazenar o sêmem. “Aperte bem a ponta antes de desenrolar o preservativo, assim não há risco de ele estourar depois da ejaculação”, afirma Bertero.

+ Expor a objetos afiados ou pontiagudos:

Aproximadamente 11% das pessoas abriram a embalagem do preservativo com objetos cortantes, como estiletes, tesouras ou os dentes. O problema: se é afiado o suficiente para rasgar o pacote, também poderá romper a camisinha.

+ Armazenar de forma errada:

Quase 19% das pessoas não seguiram as recomendações do fabricante. Evite deixa-los diretamente na luz do sol ou no calor excessivo. “Condições adversas podem estragar o látez ou prejudicar o lubrificante da camisinha”, diz Fonseca.

O pior de tudo é que tem gente que comete um erro ainda maior: Não usar preservativo.

De acordo com o Exame Nacional de Saúde e Comportamento Sexual, da Universidade de Indiana (EUA) apenas 45% dos homens entre 18 e 24 anos usaram preservativo na última relação sexual. E, conforme a idade avança, a estatística só piora. Apenas 29% dos homens entre 24 e 34 anos vestiram a camisinha. Entre 35 e 44 anos, a porcentagem cai ainda mais: 21,3%.

Cuidado pessoal. Com a saúde não se brinca.

30/07/2015 Posted by | Relacionamento, Sexo | Deixe um comentário

Não permita mais ser desrespeitado ou maltratado.

nãoComo podemos perceber muitos fatores considerados como causas de nossos sofrimentos nada mais são do que sintomas da falta de consciência do valor que se tem.

Como se livrar desses sintomas?

Não, não há receita pronta, começando a se conhecer cada vez mais.

O autoconhecimento é o melhor caminho para elevar autoestima, pois à medida que você se conhece, e começa a agir de modo coerente entre o sentir, pensar e agir, começa também a se respeitar muito mais, não permitindo que não te respeitem na mesma proporção.

Com isso, começa a se admirar e se amar. E aquilo que não gosta em si mesmo, aos poucos pode mudar.

Nada é mais libertador do que ter consciência da pessoa maravilhosa que você é!

Perceba que seu valor enquanto pessoa não pode e nem deve ser baseado na maneira como foi, ou ainda é tratado, ainda que isso tenha durado toda sua vida.

Não permita mais ser desrespeitado ou maltratado.

Todos temos potencial e capacidade de nos desenvolver e mudar aquilo que nos faz sofrer.

O que não gostamos e também não gostam em nós, em geral, não fazem parte de nossa essência, o self, o verdadeiro eu, mas sim das “mascaras” que um dia criamos para nos defender.

Essa sim é a verdadeira causa de nossos conflitos.

Não, não é nada fácil identificar quais são nossas máscaras, mas isso pode ser obtido através do processo da psicoterapia que proporciona o autoconhecimento.

As máscaras que criamos quando crianças, mesmo sendo um processo inconsciente, automático, que se desenvolve como uma defesa contra um mundo hostil, é o que verdadeiramente, quando adultos, torna tudo muito difícil, criando conflitos nas relações e causando muito sofrimento.

Por isso que o autoconhecimento é imprescindível na busca pela essência, seu verdadeiro eu, livre das máscaras.

Por exemplo, o orgulho, agressividade, arrogância, não fazem parte da essência do ser humano, são máscaras criadas como defesas e que depois podem se tornar fonte de muitos conflitos.

Quanto mais nos tornamos conscientes das máscaras que utilizamos, mais controle obtemos sobre elas.

28/07/2015 Posted by | Autoconhecimento | Deixe um comentário

Então eu acordei

P01Hoje você jura amor eterno, amanhã não você me olha nos olhos, semana que vem você encontrará um novo “amor” e provavelmente depois de chorar muito eu ficarei bem.

Hoje em dia “eu te amo” virou bom dia, boa tarde, bons sonhos ou até mesmo alô como vai?

Desculpe-me a sinceridade, quem sabe a petulância, mas qual é o significado do amor?

Prefiro não ouvir um “eu te amo” por toda a vida, do que ouvir um falso “eu te amo” todos os dias.

Eu espero amar alguém e sentir reciprocidade nisso, quero passear de mãos dadas quem sabe usar aliança de compromisso, mas sentir aquele frio na barriga, quero olhar nos olhos desse alguém e saber que ali há amor e que isso não precisa ser dito várias vezes ao dia.

Eu não quero frases decoradas nem palavras repetidas, eu quero sinceridade. Mas vale um não agradável do que um sim falso.

Atualmente tudo está tão monótono que uma prova de amor se resume numa atualização de status numa determinada rede social, expondo uma felicidade que não existe, ou melhor, um amor que não existe.

Tudo isso me faz crer que nasci no tempo errado.

Queria ser do tempo em que uma serenata embaixo da janela era declaração de amor, que versos e poesias eram feitas descendentes de um sentimento real.

Queria poder acreditar nas pessoas.

Queria alguém que eu possa convidar para jantar sem outras intenções, queria uma companhia agradável para ver um bom filme num sábado à noite.

Eu queria mais simplicidade e menos aparência.

Eu queria ouvir a melodia de uma música no violão vendo o pôr do sol, eu queria que o amor fosse o amor de antigamente.

Então eu acordei.

27/07/2015 Posted by | Reflexões | Deixe um comentário

Coisas que todos devem saber sobre introvertidos

introvertido* Os introvertidos não são apenas tímidos

O termo “tímido”, no geral, é dado à pessoas calmas e que não se abrem em multidões. Na verdade, um introvertido é uma pessoa que energizada quando está sozinha, e essa energia é drenada quando está perto de outras pessoas. Ser introvertido não significa ser temível aos outros. É mais uma mudança interna de energia que acontece quando um introvertido está rodeado de pessoas que o tiram de sua zona de conforto

* Os introvertidos não são esnobes

Isso é um desafio para o introvertido. É quase impossível para um introvertido incluir-se em grupos de pessoas ou apenas começar uma conversa aleatória. É muito mais fácil para os introvertidos manterem-se sós. Isso não significa que os introvertidos se sentem superiores aos outros. Significa que eles simplesmente não se sentem confortáveis nestas situações. Lembre-se sobre o lance da energia

* Os introvertidos gostam de ser sociais

Quando estiverem em uma situação confortável entre amigos, os introvertidos podem ser comunicativos e muito divertidos. Socializar com o grupo certo pode oferecer muita energia positiva para um introvertido. Uma aviso: assim que um estranho entrar em um desses grupos, um introvertido, muito provavelmente, vai voltar para sua zona de conforto

* Introvertidos invejam a facilidade que outros possuem de socializar

Para introvertidos, apenas o pensamento de incluir a si mesmo em um grupo de pessoas estranhas pode ser quase doloroso. Na verdade, pode ser impossível. Mas isso não significa que ocasionalmente eles não desejam ser capazes de se incluírem nestas situações

* Os introvertidos são geralmente muito introspectivos

Quando você vê os introvertidos sentados calmamente sozinhos, provavelmente suas mentes estão lotadas de pensamentos profundos. Às vezes, todos esses pensamentos aumentam a dificuldade de entrarem em um grupo de pessoas. A mente de um introvertido é muito poderosa, e muitas vezes um introvertido pensa demais sobre uma situação. Isso torna difícil para eles relaxarem e deixarem a boa energia fluir.

A próxima vez que você se deparar com alguém, até mesmo uma criança, e pensar que é tímida ou esnobe, pense duas vezes sobre este rótulo. Os introvertidos precisam de compreensão. Somos todos diferentes e precisamos de compreensão e apoio. Não desafie o introvertido e não empurre-se em cima deles. Uma pessoa calma e amigável pode fazer maravilhas para um introvertido.

Introvertidos unam-se! Nem que seja no silêncio de suas próprias casas.

23/07/2015 Posted by | Comportamento, Relacionamento | Deixe um comentário

Saúde News

WL004VEJA O SOL

A Universidade de Northwestern (EUA) descobriu que trabalhar em um local sem janelas ou manter as persianas do escritório sempre fechadas atrapalha seu sono. Na pesquisa, pessoas que ficaram em um ambiente sem luz solar dormiram em média, 47 minutos menos do que quem permaneceu em uma sala com vista para a rua. “A exposição à luz natural ajuda a regular o ciclo circadiano, o que estimula uma maior produção de melatonina (hormônio do sono) quando anoitece”, acredita Phyllis Zee, professora de neurobiologia e autora do trabalho científico. Se seu escritório é completamente lacrado, fique ao menos 30 minutos em um ambiente aberto durante o horário de almoço, para reduzir o problema.

BRINDE PARA SEU SORRISO

Vinho tinto ajuda a proteger os dentes. Segundo estudo publicado no Journal of Agricultural and Food Chemistry (EUA), os polifenóis da bebida destroem as bactérias que causam cáries. “Para isso, após dar um gole no vinho, faça um rápido bochecho”, indica Mathew Messina, dentista nos EUA e membro da Associação Dental Americana.

ACERTE O DESPERTADOR

Dormir demais aos fins de semana aumenta o risco de você ter hipertensão, revela estudo holandês. Cientistas da Universidade de Amsterdã descobriram que quem acorda aos sábados e domingos duas ou mais horas mais tarde do que está acostumado a se levantar tem maior frequência cardíaca em repouso e nível de cortisol (hormônio do estresse), comparado a quem desperta sempre no mesmo horário. “Ficar muito tempo deitado talvez mande ao seu organismo um sinal de exaustão, o que pode provocar a elevação da pressão arterial”, explica Femke Rutters, doutora em biologia humana e autora do estudo.

23/07/2015 Posted by | Saúde | Deixe um comentário