PrimeLife (Ano VI)

Viva Bem, Viva Mais, Viva com Estilo

Eternamente indecifrável

L032Trouxestes contigo o amor;
Aquele que desconhecia
Pensei que era razão
Mas amor e razão não andam juntos.
Ama-se por amar
Sem explicações
Amei pelo teu riso
Amei pelo teu cheiro
Que atiça o corpo.

Aconteceu por magia
Por magnetismo
Por Química.
Consegui ver teu coração através do teu olhar.

Amei pelo toque das tuas mãos
Pelo abraço
Pela paz que o tua presença transmite; ou pelo tormento que tua ausência me causa.

Amor não requer conhecimento prévio…
Ama-se apenas pelo fato do amor ser
Indefinível
Eternamente indecifrável.

Patrícia Carvalho

31/05/2016 Posted by | Poesia | Deixe um comentário

Me And Mrs Jones

Me and Mrs Jones na performance de Michael Bublé

 

30/05/2016 Posted by | Songbook | Deixe um comentário

Atividades para fazer antes das 8 da manhã para aumentar sua produtividade

img_2389Terror de muitas pessoas, as manhãs podem ser uma benção disfarçada – para quem souber aproveitá-las. Algumas atitudes simples podem transformar suas primeiras horas acordado em um momento estimulante e potencializar sua produtividade ao longo do dia

O autor Benjamin Hardy, em artigo à Inc., expõe 8 práticas que podem revolucionar a manhã dos que a odeiam e melhorar o dia daqueles que não sabem como aproveitá-la.

Durma pelo menos 7 horas por dia e acorde entre 5 e 6 da manhã

Uma boa noite de sono está relacionada a uma melhora da memória, maior longevidade, aumento da criatividade, da atenção e do foco e à diminuição do estresse

Não cheque seus e-mails ou redes sociais logo que acordar

Segundo pesquisas, 80% das pessoas entre 18 e 44 anos olham seus smartphones nos primeiros 15 minutos após acordarem. Isso coloca você em estado reativo e não pró-ativo. Evite o celular e aproveite o tempo para …

Meditar

Ao invés de olhar o feed do Facebook, separe seus primeros 15 minutos para meditar. Vá a um local silencioso, respire fundo e limpe sua mente

Mantenha um diário

Crie o hábito de anotar diariamente seu objetivo de longo prazo e suas metas específicas para aquele dia. Com a prática contínua, você aproveitará o momento em que seu cérebro está mais ativo para anotar suas ideias e ter uma boa noção do que precisa ser feito

Exercite-se

Apenas 20 minutos de exercício físico diário colocará dopamina no seu corpo. Você ficará mais confiante e trabalhará de forma mais produtiva

Use o tempo de exercício para estudar

Aproveite os minutinhos investidos em exercícios para ouvir audiolivros e estudar. Potencialize sua manhã de forma educativa e logo você terá absorvido vários livros

Tome um banho gelado

Banhos frios e regulares trazem inúmeras vantagens. Pesquisas indicam que o banho gelado pode tratar sintomas da depressão e estimular o metabolismo, o que também auxilia na perda de peso

Consuma 30 gramas de proteína

Alimentos ricos em proteína trazem uma maior sensação de saciedade. Quando consumidos logo pela manhã podem evitar o desejo por carboidratos. Ovos, carnes, sementes e nozes são fontes de proteína e ajudarão no seu dia-a-dia.

Toda essa rotina levará entre 60 e 100 minutos para ser realizada, dependendo do seu afinco. Ele mudará seus dias e, no longo prazo, sua vida.

30/05/2016 Posted by | Comportamento | Deixe um comentário

Caráter

tábuas e pregosEu não me importo com  o que os outros pensam sobre o que eu faço, mas eu me importo muito com o que penso sobre o que eu faço. Isso é caráter.

29/05/2016 Posted by | Reflexões | Deixe um comentário

Song for You

“Song for You” na performance de Michael Buble & Chris Botti

 

 

25/05/2016 Posted by | Songbook | Deixe um comentário

Tem beijo que é melhor que sexo

L045Pele arrepiada, sentidos despertos, calor. O instante que antecede o beijo causa reações tão poderosas quanto difíceis de descrever. Beijo bom é aquele que silencia o mundo à nossa volta, que deixa a gente com uma vontade irresistível de fechar os olhos. Beijo bom é aquele que faz sumir o chão embaixo de nossos pés; e que cria lembranças travessas que adoram viajar por aí. Lembranças que nos encontram depois, para, na boca que experimentou o calor de outra boca, fazer brotar um sorriso indolente, manso, quente. Sorriso de saudade.

Beijo é fogo de lenha, vai pegando a gente aos poucos. Altera a temperatura do corpo, faz a alma ferver. Não há como dissimular intenções num beijo, sua linguagem é alheia às limitações da razão. Fala por si só, reverbera sua volúpia e rebeldia, em ondas que se derramam desde a superfície suave dos lábios até todos os outros cantinhos de nós.

Há beijos que ficam gravados na gente de um jeito que não importa o tempo que passe, a cada vez que alguém se beijar na nossa frente, é daquele beijo que vamos lembrar. Beijo não é pra ser dado com pressa, distração ou descuido. É o anúncio de outras possibilidades, outros encontros, outros desejos. Aconchego, intimidade.

Beijo é conversa sussurrada, é vontade que não passa, é febre que a gente não quer curar. Beijo é convite à invasão de outros territórios, é queda de muros ilusórios é vontade inconsciente de querer ficar. Não há mentiras que escapem à revelação de um beijo, não há segredos que resistam ao indolente roçar dos lábios.

Há tanta força amorosa e sensual na entrega de duas bocas ao beijo, que o resto todo do corpo se rende. As pernas amolecem, as mãos viram dançarinas loucas para deslizar seus passos de dança na pele da outra pessoa. É do encontro e da entrega entre duas bocas que se descobrem, que nasce o desejo por todo resto. E não há transa louca ou sexo selvagem capazes de substituir o que o corpo inteiro revela num beijo, longo, molhado, profundo. Beijo na boca é a melhor coisa do mundo, quando tira de nós a noção das horas.

Que os beijos sejam muitos, doces, fortes, infinitos, íntimos. Que nossos corações apaixonados sejam o palco dos incontáveis beijos de puro amor, ou puro desejo. Porque essa coisa efervescente que borbulha a gente lá por dentro, desperta no fundo do peito nossa vocação para ser e fazer alguém ter fé na vida. Uma fé pagã e universal que ilumina tudo, de uma luz intensa e urgente. Que esse calor nos abrace e transborde nos olhos, na pele e na alma e faça dissolver nossos sentidos na calma amorosa de um beijo.

25/05/2016 Posted by | Amor | Deixe um comentário

Você nunca tem obrigação, mas sempre tem opção…

maturidadeMuitas vezes explicamos nosso sofrimento pela “obrigação”. Acreditamos que se cumprirmos nossa obrigação estaremos justificados perante o mundo, perante nós mesmos, e os outros. A consciência de dever cumprido causa em nós todo tipo de reconhecimento e estima: como mãe, como pai, como carteiro, como funcionário público, como militar ou seja lá a profissão que você tenha escolhido e os papéis que também escolheu viver nessa vida.

Quando cumprimos nossa obrigação fazemos o que deve ser feito. Mas a obrigação vem na maioria das vezes dentro de um saco escuro, o saco da privação, e acompanha o saco da privação a sensação de auto sacrifício que compreende uma boa formação para nossos filhos, se possível, e para tanto também a aceitação de um segundo emprego, cuidar de um familiar doente, e renunciar as nossas férias, mesmo estando machucado fazer um bom jogo e ganhar para evitar o rebaixamento do nosso time.

Todos nós conhecemos o sentimento de dever cumprido e também suspiramos debaixo do seu enorme peso em nossos ombros. Mesmo querendo outra coisa, nos sentimos no dever de… E assim ficamos mal com a vida porque o “dever” vem de fora, e obrigação, nesse caso, muitas vezes é uma desculpa, que nos poupa de definirmos os nossos verdadeiros objetivos e tomarmos decisões que sabemos que serão desagraveis de início. Então o grande pulo na água fria deixa de acontecer para que possamos cumprir nossa obrigação e dizermos: “meus compromissos não me permitem…”.

Acreditamos que assim vamos extrair direitos e deveres e, com esse recurso, então iremos extorquir de moral elevado, as outras pessoas. Mas quando conseguimos pensar objetivamente, não há obrigações, porque toda a imposição vinda de fora é objeto de nossa opção. Caso você esteja “na obrigação” é porque assim você escolheu.

Mas você não está vendo que é possível decidir diferente a qualquer momento, ninguém pode nos tirar a liberdade, mesmo que o preço seja a prisão. Toda a obrigação é auto imposta por nós.

Por isso nunca faça nada por obrigação, porque o ódio encontra-se profundamente arraigado na obrigação. Ódio daquele que exige sua mobilização, e, com isso, provavelmente dificulte que você viva a sua vida. Muitos de nós temos o sentimento de estarmos “devendo” para alguém, talvez para nossos pais, porque afinal eles fizeram tudo por nós. Mas mesmo nesse caso não há obrigação que seus pais não tenham decidido por eles mesmos.

Se você se sente responsável pelo bem estar da sua família, essa foi uma opção sua de ser responsável pelo bem estar de sua família, mas da mesma forma que você fez essa opção, você poderá a qualquer momento mudar de ideia e fazer outra opção. Se isso seria ou não correto, ou moralmente acertado ou não, não estamos debatendo aqui. Estamos debatendo aqui as opções que você tem em sua vida.

A maioria de nossas opções são valores morais que nos foram concedidos pela sociedade onde vivemos, e exercem uma enorme pressão para que nos coloquemos sob seus comandos.

Não podemos esquecer, no entanto, que em nome da moral e dos bons costumes muito sangue tem sido derramado e os mais duvidosos meios santificados, não só antigamente mas hoje nossa sociedade, parece que abriu a tampa da panela de pressão e está deixando sair tudo o que ficou inconsciente por séculos. A moral que sempre ditou os limites, a moral que sempre tentou elevar o outro. É a moral que nos diz: “Tenho mais direito que participar do que você”

Colocamo-nos como vitimas sem nunca ter sofrido, como se as próprias vitimas nos tivessem conferido esse poder.

Mas tudo o que fazemos para nós mesmos, porque é importante para nós, porque parece certo para nós, e porque corresponde a valores e normas que sempre aprendemos a seguir. Agimos assim por uma necessidade de nos sentirmos úteis.

E muitas vezes isso nos leva a nos empenharmos pelo bem alheio pelos motivos mais falsos e torpes possíveis.

A realidade é que não fazemos nada por ninguém apenas por nós mesmos!

Pense nisso!

Fátima Jacinto

 

25/05/2016 Posted by | Comportamento, Psicologia | Deixe um comentário

Bob Dylan

Nesta data, em 1941, nascia em Duluth (EUA) Bob Dylan (nome artístico de Robert Allen Zimmerman)

Bob Dylan é um compositor, cantor, pintor, ator e escritor norte-americano.

Nascido no estado de Minnesota, neto de imigrantes judeus russos, aos dez anos de idade Dylan escreveu seus primeiros poemas e, ainda adolescente, aprendeu piano e guitarra sozinho.

Começou cantando em grupos de rock, imitando Little Richard e Buddy Holly, mas quando foi para a Universidade de Minnesota em 1959, voltou-se para a folk music, impressionado com a obra musical do lendário cantor folk Woody Guthrie, a quem foi visitar em Nova York em 1961.

Em 2004, foi eleito pela renomada revista Rolling Stone o 7º maior cantor de todos os tempos e, pela mesma revista, o 2º melhor artista da música de todos os tempos, ficando atrás somente dos Beatles, e uma de suas principais canções, “Like a Rolling Stone”, foi escolhida como uma das melhores de todos os tempos.

Influenciou diretamente grandes nomes do rock americano e britânico dos anos de 1960 e 1970. Em 2012, Dylan foi condecorado com a Medalha Presidencial da Liberdade pelo presidente dos Estados Unidos Barack Obama.

Blowin in The Wind na performance de Bob Dylan

24/05/2016 Posted by | Lembranças do Dia, Songbook | Deixe um comentário

Hábitos diários para manter seu cérebro saudável

introvertidoTodo o mundo quer ser feliz, saudável e inteligente, correto? Alguns acreditam que um corpo saudável e bem exercitado é o que resultará nesse patamar. Mas, atenção, um neurocientista diz que não é bem assim. Para Daniel G.Amen, manter a mente saudável é a melhor maneira de ter uma vida produtiva e feliz.

Amen é um neurologista americano famoso por suas palestras e livros best-sellers. Ele dedicou boa parte de seu tempo e pesquisas em técnicas para analisar, por meio de imagens, o comportamento do cérebro humano. É referência, por exemplo, em “brain imaging”, uma técnica que permite a pesquisadores olhar “por dentro” das estruturas do cérebro e entender quais áreas são afetas por desordens neurológicas.

Em seu último livro, “Change Your Brain Change Your Life” (“Mude seu cérebro, mude seu corpo”, publicado no Brasil pela editora Best Seller), ele analisa a importância de manter seu cérebro em um determinado estado, que o ajudará para o resto da vida. Amen defende que um cérebro saudável ajuda a diminuir as mudanças pelas quais passamos. A revista Inc listou sete hábitos que ele sugere, a fim de manter um cérebro e, por tabela, uma mente saudável. Confira:

Mude a sua dieta: Fazer dieta é um padrão comum na nossa sociedade moderna, mas é algo também que a maioria das pessoas para de fazer após perder alguns quilos. O problema é que ficar entrando e saindo de dietas afeta o nosso cérebro de várias formas negativas, segundo Amen. Em seu livro, ele sugere algumas regras de alimentação que visam deixar o cérebro saudável. Mudar a quantidade de ingestão de carboidratos ou beber mais água são algumas delas. Priorizar ingredientes com baixo nível glicêmico, carboidratos com grande fibras bem como gorduras saudáveis e proteínas.

Exercite-se: Quando a nossa agenda aperta, surge novos compromissos e a rotina fica complicada, a primeira coisa que tendemos a fazer é cortar os exercícios. Amen afirma que é uma atitude errada — o exercício ajuda a reduzir o nível de estresse a que o cérebro fica exposto, aumentando o fluxo de oxigênio, sangue e nutrientes que chegam até ele. Também deixa o açúcar em níveis que não são alarmantes. Amen diz que o mais indicado seria variar os exercícios realizados — de modo a manter diferentes partes do cérebro em atividade — bem como exercícios de coordenação e alongamento.

Medite: Pode ser difícil encontrar tranquilidade. Mas sim, manter-se em paz é fundamental, segundo Amen. Ajudará a deixar calmo um cérebro ansioso.

Mate os pensamentos negativos: Um dos maiores perigos contra nosso cérebro é ter pensamentos negativos automáticos ou os chamados ANTs. Eles vêm para todo mundo, mas mantê-los é algo extremamente perigoso ao nosso cérebro. Entre as estratégias para não deixar que isto ocorra, Amen defende que acima de tudo é preciso questionar esses pensamentos a fundo, identificando como você se sente com relação a eles e, depois, transformá-los ao mudar a perspectiva de encará-los.

Ouça música clássica: foco é o maior desafio para pessoas que têm uma agenda cheia e dezenas de compromissos diários. No livro, Amen cita um estudo que mostra que pessoas que escutam Mozart são mais focadas e melhoram suas habilidades sociais na hora de realizar uma atividade.

Gaste tempo com pessoas positivas: manter-se longe de pessoas negativas, que nos fazem mal, é algo muito enfatizado por Amen. Assim, é possível remover alguns gatilhos que provocam alterações químicas em nossos cérebros e que acabam nos fazendo mal. Gaste tempo com quem você sabe que será bom para você. Estará ajudando a manter seu cérebro saudável.

Aprenda algo novo todos os dias: Einstein uma vez disse que, se as pessoas gastassem 15 minutos de seu dia aprendendo algo novo, em um ano, elas seriam experts em um assunto e, em cinco anos, experts nacionais. Amen concorda e afirma que fazer disso uma tarefa diári, a que quebra a rotina, mantém o cérebro revitalizado e estimulado.

24/05/2016 Posted by | Comportamento | Deixe um comentário

Mais foco: Exercícios para melhorar sua concentração

workplaceConcentração, que no trabalho também é chamado de “foco”, é uma habilidade necessária para nossa vida. Da conclusão de uma tese de mestrado até as instruções passadas por seu chefe, passando pela organização da agenda do dia, sem foco não dá para fazer tudo bem feito. Muitos profissionais sentem dificuldade em se concentrar – e se distraem à toa na internet, nas conversas paralelas ou com mensagens que chegam pelo smartphone – e, com isso, não sabem quais tarefas priorizar nem como organizá-las.

A boa notícia para quem tem dificuldade em se concentrar é que essa habilidade pode ser desenvolvida, como tantas outras. O especialista em motivação Samuel Edwards, em artigo publicado na Business Insider, dá sete dicas básicas para quem quer se “focar”.

  1. Procure ambientes que oferecem menos distrações

Parece uma sugestão óbvia, mas você já tentou fazer isso? Tire um dia para avaliar como anda o seu foco, se ele tem flutuações durante o dia. Existe algum momento no dia em que você sente que sua concentração é maior? Quando ela é menor, será resultado de um processo que o deixou muito cansado naquele dia ou é mesmo comum? Logo após o almoço, tem dificuldade em engrenar o pensamento? Você é do tipo que se distrai muito com as mensagens no celular e sempre “precisa” responder naquele momento? Para lidar com tantas possibilidades, inicialmente tente dormir por mais horas e troque o almoço pesado por uma versão mais leve (e fazendo intervalos curtos para comer algo, os tais lanchinhos). Desligue as notificações de redes sociais e estabeleça alguns intervalos no seu dia para responder ou interagir. Talvez você descubra no processo que alguns lugares permitem que você esteja mais focado e, nesse caso, faça bom uso deles.

  1. Pratique meditação

Os benefícios da meditação são bastante conhecidos. Como uma prática, trata-se de permitir que sua mente retorne ao estado natural – livre de distrações, pensamentos e “ruídos” em geral. Encontrar esse estado de “mindfulness” é difícil, então pode demorar um pouco até que você consiga chegar lá. Toda vez que um pensamento, imagem ou som entrar em sua mente, procure visualizar a si mesmo liberando esse pensamento e mantendo sua mente o mais vazia possível. Fazendo isso regularmente, você aumentará sua habilidade de se desprender de distrações e manter a mente clara, mesmo em situações de estresse.

  1. Faça exercícios físicos

Estudos científicos comprovam a relação existente entre atividade física e habilidade de concentração. Começar o dia com uma corrida ou aproveitar o horário de almoço para uma rotina de exercícios pode aumentar seu foco por algumas horas. Os benefícios, porém, não ficam por aí. Ao adotar uma atividade física de maneira regular, você tem a oportunidade de “desestressar”, além de manter sua saúde em alta e o corpo em melhor forma física.

  1. Faça listas

Fazer listas com as tarefas do dia ajuda a se concentrar de várias maneiras. Em primeiro lugar, a lista deixa claro quais são as tarefas mais importantes do dia. Você estabelece as prioridades e mantém o foco até que sejam terminadas. Se o desafio é entregar um relatório, mas gostaria de pesquisar algumas informações, anote os pontos importantes para procurar depois e siga com sua tarefa até o final – e só então faça a pesquisa. Essa tática evita que você perca o foco no que estava fazendo.

  1. Use mais sua memória

Pratique regularmente o processo de memorização, começando por poemas, frases e citações. Além de ampliar seu vocabulário, você também ficará mais articulado. Para quem tem dificuldade em memorizar, comece uma vez por semana até chegar ao processo diário.

  1. Divida tarefas grandes em várias partes

Se você é do tipo que entra em pânico diante de um grande projeto e se sente intimidado pelo desafio, desenvolva o hábito de “quebrar” o todo em partes menores. Com isso, você se concentra em tarefas menores e vai completando até chegar ao final. É muito mais fácil se concentrar em tarefas de cinco minutos do que tentar “atacar” algo gigantesco.

  1. Estabeleça prazos para suas tarefas

Uma das melhores maneiras de aumentar seu foco é agrupar suas distrações e colocá-las em “espera”. Você pode estabelecer horários de alta concentração, intercalados por uma pausa ou intervalos em que você diminui o ritmo de trabalho, dependendo do seu perfil profissional. Digamos que você estabeleça um período de 45 minutos para a leitura de documentos e checagem, seguidos de 15 minutos de pausa ou tarefas mais fáceis. Por saber que você está terminando seu tempo de trabalho e logo terá sua pausa, a tendência é se concentrar no objetivo e não se distrair.

E uma última dica: não espere que sua habilidade de se concentrar cresça exponencialmente do dia para a noite. Como tudo na vida, é importante praticar para “pegar o jeito”, antes de sentir os resultados. Em lugar de tentar “medir” se essas técnicas estão funcionando, concentre-se em incorporar tais atividades à sua rotina.

Aí, sim, você vai ver a diferença.

23/05/2016 Posted by | Comportamento | Deixe um comentário