PrimeLife (Ano V)

Viva Bem, Viva Mais, Viva com Estilo

Qual é o sentido da vida?

img_2075Oscar Wilde afirmou que viver é a coisa mais rara do mundo, a maioria das pessoas apenas existe.

É uma afirmação um tanto ácida mas interessante de ser pensada, existe de fato uma diferença grande entre viver e existir.

Existir não foi uma opção tua você nasceu e está aqui, viver está relacionado com a intensidade, com os valores que você vai abraçar para construir a história da tua vida, tem haver como se você vai tomar o rumo da sua vida nas tuas mãos, o remo nas mãos, ou se você vai deixar o barco à deriva, tem haver com qual vai será a tua resposta para a famosa pergunta qual o sentido da vida?

Será que existe uma resposta?  

Será  que existe um sentido?

Eu gosto de uma afirmação do Nietzsche que diz assim: a questão não é qual o sentido da vida, a questão é quantos sentidos você dará a sua, assim mesmo no plural, a vida é complexa, às vezes complicada e é difícil responder isto de uma maneira só, nós mudamos, temos momentos distintos e precisamos sim aprender a questionar os rumos os sentidos que nos damos para a nossa vida, como conta a história do livro “O Velho e o Mar” que fala um pouco sobre isto.

Um Velho Pescador que decide mostrar para os mais jovens que ele de fato é muito bom,  e diz que ele vai pescar o maior de todos os peixes, ele consegue, depois de quase morrer, ele consegue,  pega um peixe tão grande que ele não consegue colocar dentro do barco,  amarra o peixe do lado de fora e começa o seu caminho de volta para casa, quando ele chega e vai mostrar o seu troféu ele não seu deu conta que no caminho o seu peixe foi devorado por outros predadores,  e o que ele tem agora é apenas o esqueleto daquilo que um dia foi um grande peixe.

Tem haver com sentido, tem haver com o seguinte,  quais lutas que valem  a pena eu entrar, qual é o desgaste que vale a pena determinadas coisas que eu desejo, que eu quero, eu preciso questionar sim tudo aquilo que eu desejo, tudo aquilo que eu sonho porque existem alguns sonhos que se virarem realidade, a gente pode na verdade viver tristes e duros pesadelos.

Questione os seus sentidos e questione os seus rumos para que a sua vida tenha um significado bonito, e para que tua existência tenha de fato vários sentidos, e que em todos eles haja afeto e amor.

A vida é rápida, Mario Cortella diz “a vida já é curta, mas que ela não seja também pequena”.

Coloque as pessoas nos seus planos, coloque pessoas nos seus sentidos, conecte o seu coração a outros corações porque isto de fato é o que vale a pena na nossa vida.

Nos leitos terminais as pessoas não reclamam nem o carro que não compraram, nem a casa que não tiveram, nem a viagem que não fizeram, as pessoas sentem falta dos abraços, e dos beijos, que não receberam e que não foram dados.

Que o nosso sentido, que o nosso rumo seja sempre em direção as outras pessoas, porque é no outro que eu me reconheço, porque é no outro, através do outro que eu me torno um ser humano mais completo, mais bonito, e com uma existência com sentido.

25/11/2016 - Posted by | Pensamentos, Reflexões

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: