PrimeLife (Ano VI)

Viva Bem, Viva Mais, Viva com Estilo

Pessoas Suaves

“Toda elegância é discreta, assim como toda virtude é silenciosa…” – Luiz Felipe Pondé

Existe uma classe de pessoas cuja maneira de viver, de agir e de pensar despertam especial admiração àqueles cuja sensibilidade permite percebê-las.

São seres singulares, não encontradas amiúde, tampouco com grande frequência.

Raridades!

Reservadas e discretas deixam suas marcas por onde passam, sem ser forçado e muitos que cruzam seus caminhos não compreendem a razão de serem tão atraentes.

Fazem-se notar sem pretensão de fazê-lo, sem afetação, apresentam-se com autêntica humildade.

Não necessitam subterfúgios artificiais para destacar-se e não possuem qualquer necessidade de estar em evidência, são naturalmente seguras.

Podem ser inteligentes e cultas, ou simples, mas sábias. Elegância discreta, tom de voz adequado e sempre munidas de gentileza e simpatia.

A bondade e a empatia não permitem que façam julgamentos sobre quem ou o que quer que seja. São abertas e desprovidas de preconceitos.

Falam o necessário, porém com eloquência, o que as tornam interessantes. Normalmente não são pessoas contidas, ainda que sejam expansivas, conseguem, com sua leveza, ser agradáveis.

Aplicam a dose certa de sensatez a seus modos ao que pensam e ao que falam, em condutas e comportamentos retos.

Sabem quando falar e quando calar, e colocam-se em seu devido lugar não sendo jamais levianas, indiscretas ou invasivas.

Anúncios

28/06/2017 Posted by | Comportamento, Estilo | Deixe um comentário

Gratidão

A gratidão é o maior princípio do reconhecimento que nós podemos ter. Quando recebemos algo, faz todo sentido demonstrar nossa gratidão.

Os benefícios da gratidão são maravilhosos!

A gratidão não é moeda de troca, é gentileza. É sentir necessidade de dizer “obrigado”, é beijar no rosto de alguém carinhosamente, é se expressar em gestos, qualquer atitude, com um sentido abraço.

A gratidão traz junto dela uma série de outros sentimentos, como amor, fidelidade, amizade e muito mais. A gratidão é um sentimento muito nobre!

É muito importante lembrar que onde você foca a sua Gratidão, lá estará a sua felicidade. No casamento, no trabalho, família, pais, filhos, amigos, financeiro.

Vamos dizer que você tem um trabalho onde 90% do tempo você se sente feliz, realizado e motivado, porém tem 10% que não é tão bom.

Se você focar nos 90% positivo você terá mais coisas boas e sentirá bem. O contrário também pode ocorrer se você observar só os 10% ruins você terá mais coisas negativas, problemas, enfim tudo que não era para acontecer irá acontecer.

Quando você aprende a focar em coisas boas e começa a agradecer por elas, a mudança será positivamente avassaladora.

A Gratidão vem de dentro. Precisamos senti-la verdadeiramente em nosso coração, vivenciá-la com os gestos, olhares e principalmente com as palavras.

Muitos têm o sentimento de gratidão em seu coração, mas não “colocam” para fora dizendo: muito obrigada, sou grato.

O que nos impede de sermos Gratos:

◾Sentimento de inferioridade e de vitimização extrema;

◾Autossuficiência

◾Mágoa e ressentimentos

◾Inveja e comparação

◾Dificuldades de mostrar afetos

É importante reforçar a necessidade de ter a Gratidão dentro e fora, buscando usar palavras e termos gentis e educados, pois sabemos que o Universo absorve nossos sentimentos, ações e palavras.

Quando você alcançar esta maneira de pensar e de se sentir grato, você perceberá que coisas extraordinárias irão acontecer em sua vida e ao seu redor.

28/06/2017 Posted by | Comportamento, Psicologia | Deixe um comentário

Não agrade os ingratos, nem sirva os folgados

Passamos muito tempo fazendo a coisa certa para as pessoas erradas, sofrendo as consequências das péssimas escolhas pelo caminho, sofrendo à toa por coisas inúteis e gente sem conteúdo, alimentando vãs esperanças em relação ao que não tem a menor chance de vir a acontecer.

Perdemos muito tempo investindo no vazio, esperando retorno do que não volta, aguardando sorrisos de quem nem nos olha direito. É preciso focar no que é real, pois, mesmo que não haja muito de verdadeiro nesses terrenos, esse pouco bastará.

Precisamos parar de tentar agradar aos ingratos, às pessoas descontentes e incapazes de receber algo de fora. Existem indivíduos que se encontram por demais fechados ao acolhimento do que não se encontra dentro deles, do que não faz parte daquele mundinho em que eles se fecham, presos a crenças e sentimentos que não mudam, não são repensados, não saem do lugar. Tentar alcançá-los é inútil.

É necessário evitar a servidão aos folgados, aos aproveitadores, a quem não sai do lugar por si só, a quem foge a qualquer tipo de responsabilidade, pois sabe que alguém sempre fará por ele.

Temos que ter clareza quanto ao que realmente devemos e poderemos tomar para nós, ou acumularemos cargas de bagagens que não são, nem de longe, relacionadas às nossas vidas. Muita gente precisa de ajuda, sim, mas muitos precisam é de vergonha na cara.

Não podemos nutrir amizades duvidosas, com pessoas que não expressam a menor necessidade de nós, como se tanto nossa presença quanto nossa ausência fossem a mesma coisa, algo sem importância, invisível, dispensável.

Nem todos de quem gostamos irão gostar de nós, o retorno da estima e da afeição nunca é uma certeza, portanto, há necessidade de que adentremos exclusivamente os encontros verdadeiros.

Não é fácil nem tranquilo conseguirmos acertar quanto ao que poderemos regar com a certeza de retorno e reciprocidade, uma vez que as pessoas, os acontecimentos, a vida, tudo é imprevisível.

Embora muito do que acontecerá em nossas vidas não possa ser controlado, mantermos sob controle nossas verdades e a certeza de que merecemos ser felizes nos tornará mais fortes diante dos tombos, sem que desistamos de nossos sonhos.

28/06/2017 Posted by | Comportamento, Psicologia | Deixe um comentário