PrimeLife (Ano VIII)

Viva Bem, Viva Mais, Viva com Estilo

As estratégias para se desconectar

O uso excessivo do smartphone compromete a concentração, diminui a produtividade e prejudica a saúde. Saiba como equilibrar a relação com a tecnologia

Em 2016, o smartphone se consolidou como principal meio de acesso à internet no Brasil, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE): 60% das pessoas têm o hábito de entrar na rede via mobile. Como está sempre ali disponível, ao alcance das mãos, o aparelho pode funcionar como um redutor de produtividade portátil. “Cada vez que checamos o celular, levamos, em média, 10 minutos para retomar o foco”, diz Fellipe Silvester, palestrante e consultor organizacional.

O uso excessivo pode até levar à dependência. “Estima-se que 10% dos usuários de internet sejam dependentes”, afirma Sylvia van Enck Meira, psicóloga do Programa de Dependências Tecnológicas do Instituto de Psiquiatria da USP (PRO-AMITI). Nesses casos, a impossibilidade de acesso leva a sintomas clássicos de abstinência de drogas, como sudorese, ansiedade, taquicardia e irritabilidade.

Segundo Sylvia, responder aos alertas e verificar as informações leva o cérebro a produzir mais dopamina, neurotransmissor que estimula o prazer, estimulando a necessidade de doses cada vez maiores. “Isso pode gerar desatenção, comprometer a memória e o sono, além de causar problemas posturais e síndrome do olho seco.” Para evitar que a relação com a tecnologia seja vilã da sua rotina, especialistas ensinam a se desconectar em momentos-chave.

1. Desligue o aparelho durante as refeições

A rapidez das notificações contagia, fazendo com que você coma muito rápido, sem saborear os alimentos. Sem o celular, é possível aproveitar mais o momento – sem contar que é anti-higiênico deixar o aparelho ao lado do prato. Um estudo da instituição de ensino DeVry Metrocamp, em Campinas (SP) identificou mais de 17 mil fungos e bactérias presentes nos aparelhos, incluindo coliformes fecais.

2. Silencie grupos de Whatsapp e demais notificações

Desabilitar os alertas aumenta a produtividade, pois as notificações tiram a capacidade de concentração, levando à perda de tempo. Cada vez que checamos o celular, levamos, em média, 10 minutos para retomar a máxima atenção. O melhor a fazer é dedicar-se ao trabalho com foco total e reservar um tempo no final da atividade para descanso, aproveitando para verificas as mensagens.

3. Não leve o celular para o quarto na hora de dormir

Um estudo realizado pelo instituto de pesquisa YouGov e pelo portal Huffington Post demostrou que 63% dos jovens norte-americanos de 18 a 29 anos dormem com seus aparelhos embaixo do travesseiro, o que leva à privação de sono. Se o celular estiver longe do quarto, a tentação de religá-lo será menor. Substitua a navegação em sites e redes sociais por uma boa leitura.

4. Faça viagens e passeios em lugares sem wi-fi

Considere roteiros em meio à natureza, em locais com acesso restrito à tecnologia. É um jeito de se obrigar à desconexão, mas com uma recompensa imediata: viver outro tipo de rotina, que poderá ser transformadora. Se não conseguir desconectar-se o tempo todo, reserve 1 hora por dia para realizar todas as tarefas on-line.

5. Experimente usar uma câmera fotográfica de verdade

Além de possuírem mais recursos que o celular, as câmeras fotográficas convencionais permitem viver uma experiência mais criativa e desconectada das redes sociais. Isso aumenta o foco na paisagem e diminui a ansiedade por likes nas postagens instantâneas.

6. Publique quando voltar para casa

Com as fotos e memórias salvas, as postagens podem acontecer quando o passeio terminar. Não perca tempo compartilhando instantaneamente alguma coisa. Elaborar o que foi vivido permite fazer posts mais interessante depois.

7. Deixe o celular no armário da academia

Celular na academia pode sabotar seu treino. Um estudo publicado no periódico Performance Enhancement & Health apontou que o uso do smartphone durante a atividade física compromete o equilíbrio e a estabilidade em até 45%, aumentando as chances de lesões e quedas.

8. Coloque o smartphone no modo silencioso ao dirigir

Uma pesquisa da Associação Brasileira de Medicina do Tráfego demonstrou que o celular é a terceira maior causa de mortes de trânsito no Brasil. Deixe para responder ligações e mensagens de texto quando estiver fora do veículo.

9. Desligue o celular para namorar

Provavelmente, você já praticou ou foi vítima de phubbing, termo que surgiu na Austrália com a junção das palavras “phone” (telefone) e “snubbing” (desprezar). Acontece quando um dos parceiros prefere dar mais atenção às notificações do celular do que ao outro. Segundo uma pesquisa da Universidade de Baylor, nos Estados Unidos, a prática atinge 46,3% dos casais, prejudicando os relacionamentos e podendo, inclusive, levar à depressão.

por Melissa Diniz

Anúncios

27/04/2018 - Posted by | Comportamento, Tecnologias

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: