PrimeLife (Ano VI)

Viva Bem, Viva Mais, Viva com Estilo

Clóvis de Barros Filho

Durante uma entrevista que emocionou o Jô Soares e fez a plateia aplaudir de pé, Clóvis de Barros Filho, professor de ética na USP, conta como descobriu sua paixão profissional aos 13 anos de idade, em uma aula na escola. É incrível o amor dele e como Clóvis explica esse sentimento de realização quando fazemos o que amamos. Uma excelente lição de vida, que vale a pena ser vista.

15/10/2015 Posted by | Entrevistas, Motivação | Deixe um comentário

Motivação

motivação 2.jpnAs pessoas costumam dizer que a motivação não dura muito.

Um banho também não, por isso recomenda-se que os dois sejam diários.

Zig Ziglair

09/09/2015 Posted by | Motivação, Pensamentos | Deixe um comentário

O que o motiva a agir?

Tony Robbins discute as “forças invisíveis” que motivam as ações de cada um.

24/06/2015 Posted by | Motivação, Videobook | Deixe um comentário

Luta pela vida

Eu sou pequeno, mas eu sou o grande vencedor.

21/06/2014 Posted by | Motivação, Videobook | Deixe um comentário

Ano Novo chegou

ano novo“No ano que vem tudo vai ser diferente!” Essa frase é lugar comum entre os esperançosos que pensam que a mudança do dia 31 de Dezembro de um ano para o primeiro de Janeiro do ano seguinte representa uma data mágica em que tudo se transforma num passe de mágica. Não se iluda!

Promessas são apenas palavras até começarem a ser cumpridas por nossas atitudes. Não basta decidir, é preciso agir. E agir rápido, começando agora!

O ano novo começa muito antes da passagem de meia-noite no dia 31 de Dezembro; ele começa quando VOCÊ começa a planejá-lo e a ter a coragem de olhar para si mesmo e fazer as mudanças necessárias para sair do lugar em que se encontra e caminhar efetivamente para o lugar que deseja alcançar.

Não haverá ano novo se continuarmos a repetir os mesmos erros dos anos velhos. Só haverá ano verdadeiramente novo para pessoas novas.

Renascer é isso. É deixar o que ficou para trás e caminhar para o que está a sua frente.

Do passado, traga somente boas lembranças e aprendizado.

Mágoas, tristezas e frustrações deverão ser perdoadas, esquecidas e substituídas por sentimentos, emoções e vivências superiores.

O valor que você dá ao tempo é o valor que você dá a sua vida.

Não deixe para o amanhã. A hora é agora! Nada de ilusões. Busque a realidade, busque trabalhar humilde e sinceramente na construção de uma nova e melhor versão de si mesmo.

Feliz Pessoa Nova!

02/01/2014 Posted by | Comportamento, Metas, Motivação, Reflexões | Deixe um comentário

O quanto você é dependente da sua vaquinha?

Texto-motivacional-e-a-vaca-foi-para-o-brejoA estória é sobre dois monges, um aprendiz e outro muito sábio, que foram visitar um sítio bem pobre no qual morava uma família. O monge mais velho falou para o aprendiz que ele deveria fazer o que fosse pedido sem questionar.

Chegando na humilde casa, notaram que a família era composta por um casal e três filhos. Eles estavam mal vestidos e claramente passavam necessidade. O monge mais velho então perguntou para o pai de família o que eles faziam para sobreviver.

Ele respondeu que tinham uma vaquinha que apesar de magrinha, dava o sustento necessário para irem tocando a vida. O monge agradeceu e se despediu da família.

Ao saírem da casa, o monge mais sábio falou para o aprendiz “Pegue a vaquinha e jogue-a do precipício.”

O aprendiz arregalou os olhos e tentou questionar que a vaquinha era o único meio de sobrevivência daquela humilde família. Porém, ao perceber o olhar do mestre, cumpriu a ordem a contragosto.

Depois de alguns anos, o monge mais novo ficou com remorso e decidiu voltar ao mesmo sítio para ver o que tinha acontecido com a família. Chegando lá, notou que o jardim estava florido e com vários animais, incluindo diversas vaquinhas.

Ao entrar na casa ele percebeu que tudo havia mudado, porém era a mesma família. Então ele questionou:
– Puxa, percebemos que a vida melhorou bastante para vocês, o que houve?

E o pai de família respondeu:
– Depois que vocês foram embora há alguns anos, a nossa vaquinha caiu do precipício e morreu. Achamos que seria o fim do mundo, mas tivemos que nos adaptar e descobrimos habilidades e competências que não conhecíamos em nós mesmos.

Aquele acidente nos forçou a buscar oportunidades e novas fontes de renda que não havíamos pensado enquanto estávamos satisfeitos com a vaquinha.

Moral da história:

Todos nós temos uma vaquinha, porém em alguns momentos é necessário matá-la para abrir espaço para novas oportunidades.

E você? Já matou sua vaquinha?

13/11/2013 Posted by | Fábulas, Motivação | Deixe um comentário

Motivação Inversa

motivação 2.jpnO mundo seria maravilhoso se todo mundo tivesse o privilégio de ter pais incentivadores e amorosos, chefes competentes e que o ajudasse a crescer, e não existissem pessoas puxando outras para baixo.

Será?

Eu tenho minhas dúvidas se ter a aprovação das pessoas todo o tempo pode levar pessoas a conquistarem grandes coisas.

Desde sempre, o homem foi movido a adversidades e desafios. E, no mundo, há dois tipos de pessoas: aquelas que tentam se adequar à adversidade e as tentam superar.

Vai dizer que você não conhece alguém que foge ao menor sinal de desafio?

Nas empresas, isso acontece o tempo todo. Há um trabalho chato a ser feito, um cliente chato a ser atendido, uma noite a ser trabalhada e ninguém se oferece, não aceitam o desafio e acabam perdendo uma boa oportunidade de se destacar dentro da empresa.

Entre as adversidades e desafios, existe um capaz de derrubar violentamente a maioria das pessoas, o não. Não, é loucura!

Não posso lhe autorizar a fazer isso.
Você nunca vai conseguir.
Isso não pode ser feito / é impossível / ninguém nunca fez.
Você não vai chegar a lugar nenhum assim.
Por quê? Porque não quero.

Considerado o maior inventor de todos os tempos, Thomas Edison foi a obrigado a ouvir de uma professora que ele era burro demais para aprender alguma coisa, ela o aconselhou a ir trabalhar no campo onde talvez tivesse futuro por ser uma pessoa legal.

No começo de carreira, alguém teve a audácia de dizer para os Beatles que o som deles não era bom e que a música com guitarra iria acabar. Quase toda grande história de sucesso é antecedida por dúvidas, desafios aparentemente impossíveis e reprovações. Comece a reparar.

O que separa os grandes dos comuns é difícil dizer, acredito que seja um misto de rebeldia, paixão e equilíbrio emocional.

É como se eles se recuperassem de um machucado rapidamente só para poder tentar de novo, desafiando a natureza.

Esse é o roteiro básico de muitos filmes hollywoodianos, o mocinho se depara com o vilão em seu caminho que se diz melhor, que ele não vai conseguir, que ele é fraco. No começo, o vilão parece uma barreira intransponível, mas nos últimos minutos, apanhando feio, o mocinho encontra uma brecha e consegue superá-lo.

É comum e até previsível, mas esses filmes tentam nos ensinar a mesma lição há décadas e muitos parecem não ter aprendido. O não traumatiza pessoas, a dificuldade paralisa, isso é normal, adversidades são normais. O que não se pode achar normal é o conformismo. Não vemos isso no cinema, e há uma razão para isso.

A capacidade do não motivar pessoas eu chamei de motivação inversa.

Assim como a psicologia inversa em crianças, dizer que eu não posso fazer algo só me motivará a tentar mais.

Quase todos os tipos de negatividade já foram quebradas, frases como: “isso não vai funcionar”, “você vai morrer de fome se trabalhar com isso” e “pare de sonhar demais”. Não é porque você não conseguiria que o outro não pode tentar. Ninguém tem o direito de dizer isso, mas elas dizem e, às vezes, não é por mal.

Então, o melhor a fazer é ver aquilo como um grande desafio.

E quanto maior o desafio, maior a recompensa, não?

Motivate yourself with no

The world would be wonderful if everyone had the privilege of boosters and loving parents, leaders and competent to help him grow, and there were not pulling other people down.

Is it?

I have my doubts whether to have the approval of the people all the time can lead people to conquer great things.

Since always, the man moved the adversities and challenges. And in the world there are two kinds of people: those who try to adapt to adversity and try to overcome.

Will say that you do not know anyone who flees at the slightest challenge?

In business, it happens all the time. There is hard work to be done, a client annoying to be met, a night to be worked and no one offers, do not accept the challenge and end up losing a good opportunity to excel within the company

Among the adversities and challenges, there is a violent overthrow able to most people, the no. No, it’s crazy!

I can´t allow you to do this.
You’ll never get.
This can´t be done / impossible / nobody ever did.
You will not get anywhere like that.
Why? Because I do not.

Considered the greatest inventor of all time, Thomas Edison was forced to listen to a teacher that he was too stupid to learn anything, she advised him to go to work in the field where the future might have to be a nice person.

In early career, someone had the audacity to say to the Beatles that their sound was not good and the music with guitar would end. Almost every great success story is preceded by questions, seemingly impossible challenges and failures. Begin to notice.

What separates the great from the ordinary is hard to say, I believe it is a mix of rebellion, passion and emotional balance.

It’s as if they recover from an injury quickly just to try it again, defying nature.

This is the basic plot of many Hollywood movies, the good guy is facing the villain in his way that best says, he will not get, he is weak. Earlier, the villain seems an insurmountable barrier, but in the last few minutes, picking ugly, the good guy finds a loophole and can overcome it.

It is common and even predictable, but these films try to teach us the same lesson decades ago and many seem to have learned. The non-traumatized people, paralyzes the difficulty, this is normal, odds are normal. What you can´t find standard is conformism. We see it in the cinema, and there is a reason for this.

The capacity of not motivate people I called inverse motivation.

Just as the reverse psychology in children, say that I can´t do something just motivate me to try harder.

Almost all types of negativity has been broken, phrases like: “this will not work”, “you will starve to work with it” and “stop dreaming too much.” Not because you do not get what the other can´t try. Nobody has the right to say it, but they say, and sometimes, it is not bad.

So the best thing to do is to see it as a challenge.

And the higher the stakes, the greater the reward, no?

21/07/2013 Posted by | Motivação | Deixe um comentário

Como construir sua confiança criativa.

David KellerSua escola ou local de trabalho é dividido entre “criativos” versus pessoas práticas?

Certamente, David Kelley sugere, a criatividade não é domínio apenas de um grupo privilegiado.

Contando histórias de sua lendária carreira como designer e sobre sua própria vida, ele oferece maneiras de construir a confiança para exercer a criatividade.

http://embed.ted.com/talks/lang/pt-br/david_kelley_how_to_build_your_creative_confidence.html

25/02/2013 Posted by | Comportamento, Motivação, Videobook | Deixe um comentário

Já pensou no Medo como Motivação?

MedoJá pensou no Medo como Motivação?

Conversando com um amigo sobre o medo ele me contou que em sua opinião a maior motivação humana é o Medo.

“O Medo de não ter um teto move as pessoas a trabalharem para consegui-lo, assim lutam para ter suas casas e protegem as suas conquistas com tanto afinco, o mesmo acontece com a comida, é o medo da fome que nos move adiante, que nos tira da cama pela manhã para não faltar o que comer. Até mesmo “temer” a Deus move as pessoas”

Se ele está certo ou não em seu pensamento não podemos julgá-lo, mas de algum modo o que diz faz um grande sentido. Alguns tratam esse lado obscuro com sombra ou subconsciente, para ele é o medo que move os seres humanos.

Às vezes não é um objetivo claro ou um propósito que nos leva a agir, é o medo ou a preocupação e evitar algo que não queremos, que nos motiva. Acredito que quanto mais consciência temos sobre quais são os medos que nos movem, mais estaremos aptos a discernir qual o tipo de motivação que queremos utilizar.

Talvez temer o futuro nos mova de alguma maneira, mas se inspirado por algo positivo é mais produtivo, satisfatório do que fazê-lo através do medo.

A própria sociedade é grande fonte desse medo, o que não faltam são exemplos de pessoas passando situações mais adversas e isso de fato nos amedronta, grava no nosso subconsciente que se não nos mexermos acabaremos indo para um caminho parecido. Temos sido controlados pelo medo durante séculos, o medo criado pelas pessoas que detém o poder e que enraizou em todos os níveis da nossa sociedade. Isso faz com que se não alcançarmos os padrões e status considerados necessários, não seremos felizes.

Acordar para o fato de que vivemos em uma sociedade que tem o medo como modo de controlar ações e move pessoas segundo interesses, é que isso não é natural pode gerar uma mudança de pensamento e atitude. Por isso agradeço a resposta que recebi do meu amigo que trouxe à tona uma bela reflexão.

E você, está deixando o medo te mover?

Have you thought about Fear as Motivation?

Talking to a friend about the fear he told me that in his opinion the biggest human motivation is Fear.

“Fear of not having a roof moves people to work to get it, so struggle to have their homes and protect their conquests so hard, so does the food, is the fear of hunger that drives us forward, that takes us out of bed in the morning to not miss to eat. Even “fear” God moves people ”

If he is right or not in his thinking can´t judge him, but somehow what he says makes a great sense. Some deal with this dark side or shadow subconscious, for it is fear that drives humans.

Sometimes there is a clear goal or purpose that leads us to act, is fear or concern and avoid something that we want, what motivates us. I believe that the more awareness we have about what are the fears that drive us, the more we are able to discern what kind of motivation that we use.

Perhaps fearing the future will move us in some way, but if inspired by something positive is more productive, satisfying than doing it through fear.

The company itself is a source of great fear, which are examples abound of people passing the most adverse situations and that really frightens us, writes in our subconscious that we do not end up going to act a similar path. We have been controlled for centuries by fear, the fear created by the people who hold the power and rooted in all levels of our society. This means that if we do not reach the standards deemed necessary and status, we are not happy.

Waking up to the fact that we live in a society that has fear as a way to control actions and moves people according to interests, is that it is unnatural can generate a change in thinking and attitude. So I thank the answer I got from my friend who brought up a beautiful reflection.

And you’re letting fear you move?

10/12/2012 Posted by | Comportamento, Motivação | Deixe um comentário

10 ferramentas para alavancar o seu potencial

Vivemos numa altura onde as oportunidades são inúmeras, a informação abunda e a competitividade é dilacerante. Neste misto de motivações para o sucesso, bem-estar e desenvolvimento pessoal, interpõem-se igualmente alguns obstáculos. Esses obstáculos podem ser impostos pela própria vida, assim como gerados por nós mesmos através de expetativas elevadas que se comprovam na forma de fracasso, ou por incapacidade de lidarmos eficazmente com as mudanças repentinas e sucessivos desafios.

Na gestão da nossa vida, por vezes o excesso de pensamento e preocupação é um dos maiores entraves à expansão do nosso potencial. Agregado a algumas formas negativas de pensamento, seguem-se atitudes que nos afastam do caminho das soluções para os nossos problemas. Os nossos erros de pensamento, dia após dia podem ir abafando a nossa criatividade, esperança e formas assertivas de olhar o mundo.

Vamos refletir sobre algumas dicas que podem ajudá-lo a mudar sua vida para melhor:

01. LEMBRE-SE DOS DONS COM QUE VOCÊ NASCEU

Quando paramos para pensar acerca das coisas que ainda temos e somos capazes de fazer em vez de nos preocuparmos com o que não temos ou não estamos recebendo, isto muda a nossa perspectiva para melhor. Tomamos consciência que possuímos uma capacidade inata para aprender, para resolver problemas, para arranjarmos soluções quando tudo parece estar perdido. Que temos capacidade para procurar ajuda, para procurar informação, para nos motivarmos. Somos nós os atores da nossa vida, somos aquele que tem capacidade para pensar, para fazer, para criar e executar aquilo que pensamos poder ajudar-nos e servir-nos. Quando percebemos que temos em nós os recursos que nos permitem chegar onde pretendemos, deixamos de olhar para nós mesmo como vítimas, ou com auto-piedade. Recusamo-nos a olhar para nós como coitados, como miseráveis, ou com má sorte.

02. COMECE O SEU DIA NA NOITE ANTERIOR

À primeira vista pode parecer um cliché. Mas na verdade este pequeno exercício é suportado pela forma ótima como todos nós funcionamos. Quando fazemos uma revisão de como correu o nosso dia e o que ocorreu, permite-nos aferir algumas dessas coisas, e intencionalmente (de forma imaginada) fazer pequenos ajustes, consolidar aprendizagens, preparar as próximas ações e a forma como pretendemos agir e pensar acerca dos assuntos futuros. As pessoas mais bem sucedidas que eu conheço acabam o seu dia de trabalho fazendo uma lista do que têm e pretendem fazer no dia seguinte ou nos próximos. Isso permite intencionalmente enviar informação para o subconsciente de forma a que se estabeleça uma ponte que permita um alinhamento de todo o nosso ser, no sentido de colocarmos todos os nossos recursos ao serviço do que pretendemos.

03. ESTEJA PRONTO PARA CRESCER E DESENVOLVER-SE

Os adultos têm a capacidade de aprender a adiar a gratificação, planificar, antever, idealizar e projetar-se no futuro, mas também temos uma escolha a respeito de como nos comportarmos quando as coisas não seguem o caminho pretendido. Se você se relembrar do primeiro ponto (lembre-se dos dons com que você nasceu), percebe que tem sempre a possibilidade de seguir em frente, que tem sempre a oportunidade de aprender novas formas de lidar com situações antigas e igualmente perspectivar e criar formas de lidar com os novos desafios, obstáculos ou infortúnios.

04. FLEXIBILIZE A SUA ATITUDE

Solte a sua atitude. Se você acha que o mundo é injusto e está em dívida consigo, é importante reavaliar a sua posição e a sua ideia acerca disso. É bem possível que, sentindo-se nesse direito, você esteja afastando-se das coisas e das pessoas que você gosta. Uma atitude de indignação que perdure no tempo induz à resignação, ao abatimento, à controvérsia ou ao miserabilismo. Ainda que todos nós possamos passar por esses momentos, cristalizar-se neles nunca é benéfico. Flexibilize a sua atitude, se a que está a ter relativamente aos acontecimentos da sua vida exacerba ainda mais a sua dor, tristeza e desesperança, mude. Experimente outra abordagem, perceba o que pode fazer para se fortalecer e encarar a vida por uma perspectiva mais construtiva e positiva.

05. NÃO IGNORE AS SUAS EMOÇÕES

Não ignore suas emoções, mas lembre-se que os sentimentos não são os fatos. As emoções precisam ser honrados,  no entanto não têm de ser justificadas. Só porque você tem um determinado sentimento não significa que você está certo, e que forçosamente tenha de orientar-se por ele. Nós estamos sempre a fazer interpretações acerca do que se passas à nossa volta, e aquilo que interpretamos gera uma determinada emoção e/ou sentimento, mas que nem sempre traduz a realidade das situações ou dos acontecimentos. Escute as suas emoções, mas faça-as passar pelo filtro da sua consciência, avaliando-as e percebendo o que fazer com aquilo que elas lhe transmitem.

06. CUIDADO COM O PENSAMENTO NEGATIVO

Às vezes entramos em ciclos de feedback negativo sem termos consciência disso. Se os pensamentos incapacitantes e impotentes, sem esperança continuarem a aparecer na sua mente, não desespere. Saiba que é possível fazer algo acerca do que se está a passar na sua mente, é possível mudar pensamentos negativos para pensamentos positivos. Não tem necessariamente de segui-los ou confundir-se com eles. Os pensamentos negativos são apensas eventos que acontecem na sua mente e não fatos concretos ou os próprios acontecimentos.

07. ESTABELEÇA E MANTENHA UMA ROTINA SAUDÁVEL

Nós somos criaturas de hábitos, e os hábitos saudáveis, como fazer exercício regular, faz-nos sentir melhor. Manter bons hábitos também nos ajuda a sentir que temos algum controle sobre as nossas vidas. Mas para  que consiga retirar benefícios tem de fazê-lo, tem de praticar.

08. ABANDONE OS SEUS RESSENTIMENTOS

Todos temos ressentimentos. Sejam direcionados para os nossos pais, parceiros ou colegas, os ressentimentos ocupam muito tempo na nossa mente, impedindo-nos de funcionarmos  adequadamente. Ao optar por deixá-los, você irá tornar sua vida muito mais leve. Se analisar bem, os ressentimentos perturbam apenas as pessoas que os criam, que os sentem e que se deixam afetar por eles, e não as pessoas que são alvo desses ressentimentos.  A parte mais difícil é tomar a decisão de deixar ir embora os seus ressentimentos. Utilizo a ideia de “deixar ir”, porque trata-se disso mesmo, se cada vez que esse pensamento ou imagem de ressentimento lhe surgir na mente, se não focar a sua atenção nele, se não o alimentar através do foco na recordação do acontecimento, ele acaba por desaparecer.

09. PERCEBA AQUILO QUE QUER SER, E APRENDA A RESPEITAR-SE

Todos nós fingimos ser o que não somos de tempos em tempos e, de vez em quando, isso pode ser uma coisa boa, mas se isso comprometer os seus valores pessoais, tome cuidado.  Esforce-se para colocar em prática aquilo que valoriza, que você admira em si mesmo e que gostava de ver melhorado. A melhoria é sempre possível, neste caso específico o não ser-se capaz é uma ilusão.  Respeite-se por aquilo que você é ou pretende vir a ser.

10. DESFRUTE UM POUCO A CADA DIA

Você não pode  estar sempre no êxtase. Com essa realidade em mente, tente olhar para os pequenos momentos de satisfação e bem-estar que acontecem o tempo todo, mas que muitas vezes não conseguimos reconhecer. Tente estar alerta para algumas das coisas boas com que se depara todos os dias, e você vai mudar sua vida.

Mudar a vida para melhor trata-se de uma sucessão de pensamentos, sentimentos, atitudes e comportamentos que escolhemos em consciência, dando um passo de cada vez, caminhando orientado e intencionalmente para onde queremos  caminhar.

27/02/2012 Posted by | Motivação, Reflexões | Deixe um comentário