PrimeLife (Ano VI)

Viva Bem, Viva Mais, Viva com Estilo

Por que a vida tem altos e baixos?

altos-e-baixosVocê já deve ter se perguntado alguma vez – ou ao menos deve ter ouvido alguém perguntando: – Por que minha vida tem sempre altos e baixos?

Tudo na natureza tem seus ciclos, e assim é com sua vida. Como ondas, os momentos bons vão e vêm, intercalados com períodos difíceis, que também vão e vêm, num ritmo constante e renovado.
 
As dificuldades da vida surgem e se sucedem como um método prático para encontrar novas respostas, tomar outras atitudes, aprender a enfrentar os aborrecimentos com calma e confiança, num caminho de crescimento e fortalecimento.
 
Essas dificuldades colocam à mostra os aspectos que precisam ser trabalhados para que sejam compreendidos, conscientizados e superados.
 
Quando você consegue superar os desafios com mais serenidade, começa a dissolver a barreira que havia se criado impedindo-o de reconhecer seu eu mais profundo, sua essência.
 
Quando as ondas revoltas das emoções serenam, você pode vislumbrar o sereno e acolhedor pôr do sol unindo o céu e as águas, energia e matéria, alma e corpo; pode sentir seus raios suaves num cálido, terno e envolvente abraço, integrando seu ser a esse fascinante e eterno balé cósmico, onde planetas, astros e almas dançam numa explosão de amor e de vida.
 
Ainda assim, lembre-se: a vida te desafia sempre. Ela confia na sua capacidade de resposta.
 
Noemi de Carvalho
Anúncios

31/10/2016 Posted by | Reflexões | Deixe um comentário

With or Without You

27/10/2016 Posted by | Songbook | Deixe um comentário

Um velho Samurai

Páscoa 1Conta a lenda, que perto de Tóquio vivia um Grande Samurai, já idoso, que se dedicava a ensinamentos zen aos jovens guerreiros. Apesar de sua idade, havia o mito de que ainda era capaz de derrotar qualquer adversário.

Certa tarde, um guerreiro conhecido por sua total falta de escrúpulos apareceu por ali. Queria derrotar o samurai e aumentar sua fama. O velho não aceitou o desafio e o jovem começou a insultá-lo. Chutou algumas pedras em sua direção, cuspiu em seu rosto, gritou insultos, ofendeu seus ancestrais. Durante horas fez tudo para provocá-lo, mas o velho permaneceu impassível. No final da tarde, sentindo-se já exausto e humilhado, o impetuoso guerreiro retirou-se.

Desapontados, os alunos perguntaram ao mestre como ele pudera suportar tanta indignidade, e o mestre respondeu:

_ Se alguém chega até você com um presente, e você não o aceita, a quem pertence o presente?

_ A quem tentou entregá-lo, respondeu um dos discípulos.

_ O mesmo vale para a inveja, a raiva e os insultos, concluiu o Velho Samurai.
Quando não são aceitos, continuam pertencendo a quem o carregava consigo.
A sua paz interior depende exclusivamente de você.
As pessoas não podem lhe tirar a calma. Só se você permitir.

“A calma na luta é sempre um sinal de força e confiança, enquanto a violência, pelo contrário, é prova de fraqueza e de falta de confiança em si mesmo”.

27/10/2016 Posted by | Atitudes, Autoconhecimento, Comportamento | 3 Comentários

A elegância no comportamento

elegancia-comportamentoExiste uma coisa difícil de ser ensinada e que, talvez por isso, esteja cada vez mais rara: a elegância do comportamento. É um dom que vai muito além do uso correto dos talheres e que abrange bem mais do que dizer um simples obrigado diante de uma gentileza.

É a elegância que nos acompanha da primeira hora da manhã até a hora de dormir e que se manifesta nas situações mais prosaicas, quando não há festa alguma nem fotógrafos por perto.

É uma elegância desobrigada.

É possível detectá-la nas pessoas que elogiam mais do que criticam. Nas pessoas que escutam. E quando falam, passam longe da fofoca, das pequenas maldades ampliadas no boca a boca.

É possível detectá-la nas pessoas que não usam um tom superior de voz ao se dirigir a frentistas.

Nas pessoas que evitam assuntos constrangedores porque não sentem prazer em humilhar os outros.

É possível detectá-la em pessoas pontuais.

Elegante é quem demonstra interesse por assuntos que desconhece, é quem presenteia fora das datas festivas, é quem cumpre o que promete e, ao receber uma ligação, não recomenda à secretária que pergunte antes quem está falando e só depois manda dizer se está ou não está.

Oferecer flores é sempre elegante.

É elegante não ficar espaçoso demais.

É elegante você fazer algo por alguém e este alguém jamais saber o que você teve que se arrebentar para o fazer…

É elegante não mudar seu estilo apenas para se adaptar ao outro.

É muito elegante não falar de dinheiro em bate-papos informais.

É elegante retribuir carinho e solidariedade.

É elegante o silêncio, diante de uma rejeição….

Sobrenome, joias e nariz empinado não substituem a elegância do gesto.

Não há livro que ensine alguém a ter uma visão generosa do mundo, a estar nele de uma forma não arrogante.

É elegante a gentileza; atitudes gentis falam mais que mil imagens…

Abrir a porta para alguém? É muito elegante.

Dar o lugar para alguém sentar? É muito elegante.

Sorrir, sempre é muito elegante e faz um bem danado para a alma…

Oferecer ajuda? Muito elegante.

Olhar nos olhos ao conversar? Essencialmente elegante.

Pode-se tentar capturar esta delicadeza natural pela observação, mas tentar imitá-la é improdutivo.

A saída é desenvolver em si mesma a arte de conviver, que independe de status social: é só pedir licencinha para o nosso lado brucutu, que acha que “com amigo não tem que ter estas frescuras”.

Se os amigos não merecem uma certa cordialidade, os inimigos é que não irão desfrutá-la.

Educação enferruja por falta de uso.

Martha Medeiros

26/10/2016 Posted by | Comportamento | 3 Comentários

Capturo teu riso

l046Capturo teu riso
com as lentes de minha retina
e me convenço
de que estou muito melhor
depois que nossos destinos se encontraram.

por Rodrigo Alves Ches

26/10/2016 Posted by | Poesia | Deixe um comentário

Dicas psicológicas para lidar com a insônia

insoniaO filósofo suíço pop Alain de Botton disse certa vez que “a insônia é a vingança da mente por todos os pensamentos que evitamos durante o dia”. Não sabemos se ele proferiu a frase acordado às três da manhã, mas quem já passou pelo problema sabe que é difícil de discordar.

Separamos algumas dicas simples para ajudar quem passa noites inteiras sem pregar o olho. Mas, se o caso for grave, é uma ótima ideia procurar um psicólogo. As informações foram extraídas de um método de tratamento não farmacológico chamado terapia cognitivo-comportamental (TCC), cuja eficiência contra a insônia é comprovada por diversos estudos, como este aqui, feio por médicos do Centro de Desordem do Sono de Melbourne, na Austrália, e publicado na revista científica Annals of Internal Medicine. Eles avaliaram os resultados de mais de 20 pesquisas clínicas prévias sobre o tema, e a grande maioria atestou a eficácia do método.

Tire da sua cabeça que você ficará péssimo no dia seguinte

É comum que insones passem por uma cruel fase de negociação com o despertador, que só piora o problema. Afinal, a percepção de que você passará o próximo dia com um imenso cansaço mental e físico pela falta de sono aumentará sua ansiedade e, por consequência, diminuirá mais ainda suas possibilidades de conseguir dormir.

Por isso, é uma ótima ideia colocar na sua cabeça que ocorrerá exatamente o contrário: acordarei muito bem, obrigado. O pensamento de que o próximo dia não será, afinal, tão ruim assim pode te ajudar a relaxar e pegar no sono no dia anterior.

Use a cama em horários precisos, para finalidades específicas.

Isso doerá no fundo da alma, mas a afirmação acima também envolve não dormir mais do que o normal nos finais de semana. Adormecer e acordar no mesmo horário todos os dias, usar a cama só para o sono e evitar associá-la a atividades que não sejam “ZZZZZZZzzzz”, como assistir a uma série da Netflix ou estudar, são todas atitudes simples que podem mudar a maneira como sua mente encara a cama e ajudar a regularizar seu repouso. Essa abordagem quase militar não é um conselho incomum, e é conhecida como “higiene do sono”.

Evite usar remédios, se possível

Diversos estudos confirmam que a mudança de hábito induzida pela TCC é mais eficiente no tratamento de distúrbios no sono que vários alternativas farmacológicas. Esta pesquisa, por exemplo, publicada no JAMA International Medicine, atestou que a maior parte dos usuários do Ambiem (indutor de sono conhecido no Brasil como Zolpidem) apresentou uma melhora apenas razoável nos níveis de sono durante o uso e voltou à “estaca zero” após o término do tratamento. Além da baixa eficiência, há o risco de dependência química e de uma considerável diminuição do desempenho cognitivo e psicomotor ao longo do dia, o que os Mutantes chamariam de “Ando Meio Desligado”.

por Science of Us (USA)

26/10/2016 Posted by | Psicologia, Saúde | Deixe um comentário

Saúde Mental

img_6039Primeira regra da saúde mental:

Aprender a distinguir quem merece uma explicação, quem merece uma resposta, e quem não merece absolutamente nada.

25/10/2016 Posted by | Reflexões | Deixe um comentário

Porque as pessoas inteligentes preferem ter menos amigos

pessoa-inteligenteMuitos de nós já pensamos sobre o que faz uma vida bem vivida. É estar perto da família e de um monte de amigos? Ser cercado por um punhado seleto de pessoas em sua vida? Você já observou aquela pessoa realmente inteligente em sua vida e os amigos ao seu redor? E a quantidade de amigos que ela tem? As pessoas mais inteligentes preferem menos amigos e aqui está o porquê.

+ O que faria a maioria as pessoas feliz

Uma nova pesquisa, publicada no British Journal of Psychology, fala sobre o que exatamente define uma vida bem vivida. Acontece que os estilos de vida de nossos antepassados formam a base do que nos faz felizes agora. A pesquisa entrevistou aproximadamente 15.000 pessoas entre as idades de 18 a 28 anos de idade. Os pesquisadores descobriram que as pessoas que vivem em áreas densamente povoadas relataram menos satisfação com a qualidade de sua vida. A próxima conclusão dos entrevistadores sugere que quanto mais interações frequentes com amigos próximos, maior a felicidade autorrelatada.

+ Pessoas inteligentes são uma exceção

No entanto, existe uma exceção. Para aqueles com quocientes de inteligência mais elevados, essas correlações diminuem drasticamente. “O efeito da densidade populacional na satisfação com a vida era, portanto, mais de duas vezes maior para os indivíduos de baixo QI”. Assim, quanto mais inteligente você é, menos está satisfeito com a vida de se socializar com os amigos com mais frequência. Mas por quê?

+ Pessoas inteligentes estão focadas em objetivos de longo prazo

As pessoas com QI mais elevado e com a capacidade de usar sua inteligência são menos propensas a gastarem tempo socializando. Por quê? As pessoas inteligentes estão focadas em objetivos de longo prazo. Elas são obrigadas, e talvez um pouco mais orientadas a usarem sua inteligência para criarem algo maior do que elas mesmas.

Por exemplo, pense em alguém que você conhece que foi fazer pós-graduação ou começou seu próprio negócio. Ao perseguir suas ambições e objetivos, essa pessoa teve que minimizar interações sociais. Uma pessoa inteligente, na busca de alcançar algo maior e melhor do que si mesma, pode considerar a interação social como uma distração que a afasta de objetivos a longo prazo, o que, por sua vez, pode afetar seu bem-estar geral.

Ao pensar no longo prazo, o indivíduo mais inteligente prefere ficar em casa e trabalhar por seus sonhos e ambições do que sair em um sábado à noite com alguns amigos. Não é que ele não valoriza a amizade. Mas quando está buscando alcançar a grandeza, julga a socialização como distração.

+ Como pessoas inteligentes desenvolveram-se de forma distinta durante a evolução do cérebro humano

Nos dias de hoje, a nossa vida mudou drasticamente, assim como nossas interações com o outro. As pessoas inteligentes podem ser mais capazes de lidar com os novos desafios que a vida moderna nos lança. Ou seja, têm uma melhor capacidade de resolver problemas evolutivos e mais facilidade em lidar com novas situações.

Quando você é mais esperto, é mais capaz de se adaptar às coisas e tem mais facilidade em fundir suas predisposições ancestrais com o mundo moderno. Viver em uma área de alta população pode ter um efeito menor sobre o seu bem-estar, mas pode ser devido a ser mais capaz de descartar a necessidade de socializar quando está perseguindo seus sonhos e ambições.

+ Pessoas inteligentes valorizam os relacionamentos de uma maneira diferente

As pessoas inteligentes valorizam amizades e relacionamentos como qualquer outra pessoa, mas tendem a ser mais seletivos sobre a forma como gastam o seu tempo. Não é que eles não valorizam amizades e socialização, é que também valorizam os seus interesses pessoais.

Baseado na publicação do British Journal of Psychology

25/10/2016 Posted by | Comportamento | Deixe um comentário

Pílula contraceptiva masculina pode chegar a público em 2021

pilula-homemOs pesquisadores da Universidade de Wolverhampton sintetizaram em laboratório um composto invasor que consegue penetrar na célula reprodutiva masculina e desativar a proteína que faz a cauda dos espermatozóides se mover — logo, se eles não conseguem nadar, não conseguem chegar ao óvulo, impedindo a fertilização. A pesquisa foi revelada, pelo jornal britânico “Daily Mail”.

A projeção é que o composto seja disponibilizado em pílulas ou spray nasal. O homem poderia usar o recurso alguns minutos antes da relação sexual. Os pesquisadores acreditam que seus efeitos acabariam dentro de dias, o que significa que o usuário logo se tornaria fértil de novo. Portanto, a ação seria diferente dos contraceptivos nas mulheres, às quais recomenda-se a interrupção do tratamento por alguns meses antes de uma gravidez desejada. Mas o professor John Howl, cientista da Universidade de Wolverhampton que lidera o estudo, ressalta que ainda é cedo para definir as formas de aplicação da substância.

— Os resultados são surpreendentes — e quase imediatos. Quando você aplica o composto em um espermatozóide saudável, dentro de alguns minutos, o espermatozóide basicamente não consegue se mexer. Esta é uma abordagem totalmente única, ninguém nunca fez isso antes — contou Howl ao “Daily Mail”.

O composto que penetra a célula se chama peptídeo, pequenas cadeias de aminoácidos que podem alterar o funcionamento de células humanas. Ele existe naturalmente, mas os bioquímicos podem fazer versões sintéticas em laboratório. O que os cientistas de Wolverhampton primeiro fizeram foi demonstrar que esta substância pode ser “contrabandeada” na célula, como um cavalo de Troia nos computadores.

Depois, a equipe inglesa se juntou a especialistas em fertilização in vitro da Universidade de Aveiro, em Portugal, que identificaram uma proteína crucial para impedir a formação da cauda dos espermatozoides.

As equipes fizeram testes em espermas bovinos e humanos, e logo vão publicar seus resultados. Segundo o professor Howl, os testes em animais devem começar em dois ou três anos, e normalmente são necessários três ou cinco anos para colocar uma droga no mercado depois dos experimentos em seres vivos. Logo, a nova pílula masculina poderia estar disponível já em 2021.

25/10/2016 Posted by | Saúde | Deixe um comentário

Nada adianta ter um sorriso lindo e um coração mentiroso.

BB 46Sempre existe uma escolha e um caminho.

Para aonde ir cabe a você decidir.

No seu caminho não vire as costas para quem te quis bem.

Dê a mão para quem corre do seu lado.

Vá atrás do seu sonho e do olhar mais sincero.

Seja verdadeiro, por mais que doa, só assim se perdoa.

Seja recíproco, é lindo.

Talvez você só tenha uma chance, só temos a certeza de agora, não viva de aparências.

Porque de nada adianta ter um sorriso lindo e um coração mentiroso.

24/10/2016 Posted by | Reflexões | Deixe um comentário