PrimeLife (Ano VI)

Viva Bem, Viva Mais, Viva com Estilo

Dia Nacional do Homem

No dia 15 de julho próximo passado, comemorou-se o Dia Nacional do Homem.

Esta data foi inspirada no Dia Internacional do Homem (19/11), e tem o objetivo de conscientizar a população masculina sobre os cuidados que devem tomar com a sua saúde, e seu comportamento.

No Brasil, o Dia do Homem foi criado por iniciativa da Ordem Nacional dos Escritores, e é celebrado no país desde 1992.

Nós sabemos que não existe um “homem perfeito”, mas buscar o auto aperfeiçoamento pode tornar a sua vida mais realizada.

Para ser um homem melhor, você pode ter de fazer algumas mudanças no seu modo de pensar, agir e interagir com as outras pessoas.

Abaixo relacionamos alguns pontos para reflexão:

SEJA FIEL AOS SEUS VALORES

Faça um esforço consciente para definir quais são os seus principais valores, aqueles princípios que permanecem sinceros e inalterados, e aja de acordo com eles, independente de quaisquer inconveniências que possam surgir no caminho.

  • Ter uma base moral fortalecida fará com que você possa ser fiel a si mesmo com mais facilidade, mesmo quando a vida ficar difícil. De tempos em tempos, comprometer-se aos seus valores pode exigir coragem, mas o esforço valerá a pena.

TREINE-SE PARA SER REALISTICAMENTE POSITIVO

Ser idealista ao extremo pode evitar que você lide bem com a realidade da vida, enquanto ser otimista permitirá que você reconheça essa realidade e espere por um resultado melhor.

  • Desafie os pensamentos negativos. Em vez de presumir que as coisas darão errado, tenha ciência dessa possibilidade, mas pense no que você precisa fazer para evitar falhas. Vá atrás dos seus objetivos. Pense com antecedência e faça planos para o futuro. Pergunte a si mesmo o que você quer conquistar e, com base nisso, estabeleça os objetivos adequados. Quando você os tiver em mente, concentre-se em torná-los realidade.
  • De certa forma, precisamos mesmo viver o momento e aproveitar a vida pelo que ela é. Não deixe que as graças da sua vida desapareçam por estar concentrado demais no futuro para prestar atenção no presente.
  • Por outro lado, se você não conseguir estabelecer esses objetivos para si mesmo, pode ficar facilmente estagnado, o que pode fazer com que a vida pareça menos realizada do que realmente é.

MANTENHA-SE FIRME SOB QUALQUER PRESSÃO

O estresse é inevitável. No entanto, quando você se encontrar em uma situação que o deixe irritado ou ansioso, treine-se para manter a calma e controlar essas emoções em vez de deixá-las soltas.

  • Em vez de ter uma reação impensada e instintiva, acalme-se e pense de modo racional. Reaja de acordo com a razão, não com a emoção.
  • É claro que isso não significa que você não possa sentir emoções. Pelo contrário: aceitar o fato de que você as tem pode ser difícil para alguns homens; no entanto, quanto mais cedo você fizer isso, mais fácil será controlá-las em vez de deixar que elas controlem você.

RESPONSABILIZE-SE PELO SEU PRÓPRIO COMPORTAMENTO

Quando as coisas derem errado e a culpa for das suas atitudes, aceite a responsabilidade e siga em frente. Do mesmo modo, quando as coisas derem certo por causa de algo que você fez, aceite o crédito merecido..

  • Não culpe os outros pelos seus fracassos e não se concentre nos comportamentos negativos demonstrados pelas pessoas quando estiver avaliando o que deu errado em determinada situação. Você não controla o que os outros fazem a você; só é possível controlar as próprias atitudes. Assim, faz sentido que você se concentre nelas quando for avaliar o passado e seguir em frente.

AGUCE A MENTE

Busque o conhecimento ativamente e mantenha o cérebro nas melhores condições possíveis.

Ler é uma ótima maneira de fazer isso, mas você também pode manter as habilidades mentais aguçadas resolvendo quebra-cabeças ou encarando novos desafios.

DEIXE A MENTE DESCANSAR

Embora seja importante aguçá-la, é fácil exagerar se você não der a si mesmo uma chance de se afastar do mundo e relaxar de vez em quando.

  • Passar tempo com os seus amigos pode ser uma parte importante desse processo de relaxamento, mas você também deve reservar um tempo para ficar só. Quando isso acontecer, desconecte-se ao máximo do mundo. Desligue o computador e o celular. Passe um tempo isolado e dê a si mesmo a chance de se recarregar.

CUIDE DO CORPO

Lembre-se sempre dos três pilares de uma vida saudável: uma dieta de qualidade, exercícios regulares e horas suficientes de sono.

  • Você não precisa viver à base de saladas e shakes de proteínas para ter uma dieta saudável. Pelo contrário: as melhores dietas são as mais equilibradas. No entanto, você pode ter de resistir à tentação de ingerir “alimentos inadequados” com frequência. O ser humano não consegue viver só de bacon e barras de chocolate.
  • Tente se exercitar pelas manhãs, assim que acordar. Você pode ir à academia, caso isso seja de seu interesse. Se não, pode ainda fazer leves caminhadas ou ficar animado com alguns polichinelos.

MANTENHA UMA APARÊNCIA BEM ARRUMADA

A sua aparência tem um papel importante na primeira impressão dos outros sobre você.

Embora os rituais de beleza das mulheres possam ser um tanto complexos, tudo o que você precisa fazer (como homem) é manter uma higiene básica e vestir roupas limpas e bem arrumadas, que se adequem às ocasiões.

Nada impede, muito pelo contrário, que você cuide da sua pele e do seu corpo. Hoje o mercado está repleto de produtos específicos para os cuidados pessoais do homem

  • Se tiver pelos faciais, mantenha-os raspados, assim com os pubianos. Isto é fundamental para manter uma boa higiene.
  • Vista roupas limpas e de boa aparência, e garanta que sejam adequadas para a ocasião.

MANTENHA-SE INFORMADO

Atualize-se sobre o mundo à sua volta. No entanto, em vez de preencher a mente com informações relativamente inúteis, concentre-se nas pessoas e nos eventos que realmente importam. Isso pode exigir que você sacrifique um pouco do tempo que dedica a esportes ou jogos para aprender mais sobre o estado atual das políticas estrangeiras, ou o efeito econômico gerado pelos últimos desastres naturais.

  • Você precisará entender o mundo em que vive se quiser funcionar nele da melhor maneira possível.
  • É claro que isso não significa que você não possa se dedicar a hobbies e interesses. Essas coisas são importantes, já que ajudam você a relaxar e recarregar as energias. Basta aprender a priorizar a atenção e a aproveitar os hobbies sem deixar que eles controlem a sua vida.

LIMPE OS LOCAIS ONDE VOCÊ VIVE E TRABALHO

Há um motivo por trás da notória fama de desleixados atribuída a homens solteiros. Desafie esse estereótipo e mantenha o seu espaço pessoal em uma condição de relativa limpeza. Não é necessário ser perfeito, mas você provavelmente deva se certificar de que pode, ao menos, olhar para baixo e ver o chão, em vez de pilhas de roupas sujas e embalagens vazias.

SEJA RESPONSÁVEL COM O DINHEIRO

Dívidas podem ser um peso enorme, e ter várias delas fará com que as instituições financeiras se recusem a fazer empréstimos caso você precise bancar as mensalidades de escola/faculdade, carros novos e moradias melhores. Em resumo, ser uma pessoa financeiramente irresponsável impedirá que você avance na vida.

  • Não gaste o dinheiro que você não tem e economize o dinheiro que recebe. Investir com sabedoria ou guardar uma parte do salário na conta bancária poderá dar a você uma boa estabilidade financeira em épocas difíceis.

EXPERIMENTE ALGO NOVO

O segredo de ter uma vida interessante é fazer coisas interessantes. Desafie-se a aprender algo novo ou a conhecer um lugar que nunca tenha visitado.

  • Encontre uma coisa que lhe interesse e aprenda mais sobre ela. Isso pode envolver fazer algo mental (como estudar um novo idioma) ou algo físico (como aprender a lutar krav-magá).

PENSE ANTES DE AGIR

Embora a “síndrome da língua maior que a boca” possa afetar tanto os homens quanto as mulheres, os homens têm uma fama de se encrencarem mais por isso.

Não importa se isso é ou não justo; você deve sempre se esforçar para pensar por alguns segundos sobre as coisas que pretende dizer ou fazer antes de seguir adiante

  • Ter a “cabeça quente” costuma ser uma característica masculina; no entanto, isso não é algo sábio. Embora você não deva ter medo de tomar atitudes, reconheça que alguns impulsos não são necessariamente bons. Uma breve avaliação deve ser suficiente para que você determine se é ou não seguro prosseguir.
  • Por exemplo: se a sua primeira reação for insultar um colega de trabalho ou subordinado por um pequeno erro cometido, será bom para todos se você parar, questionar o seu impulso e escolher uma maneira melhor de lidar com o problema.

ADOTE UMA ATITUDE ALTRUÍSTA

Busque as melhores atitudes para todas as pessoas envolvidas, mesmo que você tenha de se sacrificar um pouco para isso. Ao demonstrar a sua disposição para colocar os outros antes de si mesmo, passará a mensagem de que você é confiável.

  • A compaixão não vem tão facilmente para muitos homens, e é fácil perder as outras pessoas de vista quando você se concentra somente nos próprios objetivos. Mesmo assim, é importante persistir nos seus esforços para alcançar as necessidades (óbvias e não tão óbvias) das outras pessoas.
  • É claro que isso não significa que você deva sacrificar o respeito próprio. Há uma linha tênue entre se sacrificar pelos outros e deixar que os outros abusem de você. Enquanto a primeira é uma opção, a segunda é forçada sobre você e, geralmente, as pessoas a aceitam sem questionamento.

AJA COM SINCERIDADE

Trate as pessoas com a mesma atitude genuína com a qual você gostaria de ser tratado. Seja fiel a si mesmo e permita que essa sinceridade seja exposta em meio às suas interações diárias.

  • Tente não fazer nem dizer coisas da boca para fora, mesmo que você esteja tentando apaziguar os sentimentos de alguém ou aliviar uma situação desagradável. Ser flagrado dizendo algo insincero fará com que as pessoas deixem de confiar em você, o que pode fazer com que ter um relacionamento pessoal e profissional bem-sucedido com os outros seja difícil.
  • Aqui, tome duas atitudes: pare de contar “mentiras brancas” e cumpra todas as promessas que fizer (a menos que uma emergência verdadeira e inevitável o impeça de fazê-lo).

CUMPRA AS OBRIGAÇÕES FAMILIARES

Você pode ter de exercer vários papéis na sua família ao longo da vida: filho, irmão, marido ou pai; você pode ter relacionamentos importantes com parentes mais distantes; pode ver os amigos como uma família, embora não haja laços de sangue. Independentemente da situação, é preciso que você se certifique de que possa cumprir as responsabilidades exigidas pelo seu “papel”.

  • Tanto os homens quanto as mulheres precisam se envolver com as suas famílias de modo igual. No entanto, embora isso seja uma expectativa imposta sobre as mulheres, a sociedade não costuma fazer o mesmo com os homens. Por exemplo: uma mãe de família que trabalhe pode ser questionada quanto à forma com que ela equilibra a carreira e a família, enquanto um pai de família que trabalhe não passa por isso.
  • Ao se esforçar para cumprir as obrigações em família, você poderá melhorar os seus relacionamentos, além de aprimorar o seu caráter moral. As famílias são postas à prova ao longo de toda a vida, e tratar bem os parentes lhe ensinará a tratar as pessoas externas com o mesmo carinho.

TRATE AS MULHERES COM RESPEITO  

Ao contrário da crença popular, babacas não conquistam mulheres, pelo menos, não quando a mulher tem um mínimo de respeito próprio.

Se você ainda não agir assim, deverá parar de tratar as mulheres como objetos e começar a vê-las como seres humanos.

DÊ O PRIMEIRO PASSO  

Em qualquer situação social, deve haver uma pessoa que diga: “Vai”. Não tenha medo de assumir esse papel. Comece fazendo escolhas e criando planos e supere as objeções conforme elas surgirem, em vez de se preocupar com elas de antemão.

  • O “mundo romântico” oferece o exemplo mais óbvio. Se você quiser chamar uma mulher para sair, chame-a. Você pode ser rejeitado; no entanto, mesmo que isso aconteça, a rejeição pelo menos libertará a sua atenção e permitirá que você procure pessoas em outro lugar.
  • Como um exemplo não romântico, considere a dinâmica entre você e os seus amigos. Em vez esperar que eles o convidem para as coisas, comece a ir atrás deles e fazer os convites por conta própria.

ACEITE AS PESSOAS COMO ELAS SÃO

Nem todas as pessoas se dão bem umas com as outras, mas você provavelmente poderá tolerar a maioria delas se puder vê-las sob uma lente objetiva.

  • Ninguém tem uma história exatamente igual à sua ou está vivendo as mesmas circunstâncias que você; assim, ninguém pensará exatamente como você pensa. Ademais, cada pessoa está em um estágio diferente do crescimento pessoal. Se examinar o seu passado, você provavelmente poderá se lembrar de um período da sua vida do qual não se orgulha.
  • Quando aprender a aceitar os pontos fortes e fracos das outras pessoas, você poderá começar a influenciá-las com uma preocupação genuína, em vez de apenas fazer críticas severas.

DEMONSTRE GRATIDÃO

Tornar-se um homem melhor requer muito trabalho, e você deve se orgulhar das próprias conquistas. No entanto, também deverá reconhecer a ajuda que receber dos outros. Seja grato internamente por esse auxílio e, sempre que possível, compartilhe essa gratidão externamente com as pessoas.

Anúncios

17/07/2017 Posted by | Ética, Bem Estar, Boa Aparência, Cuidados Pessoais, Desenvolvimento Pessoal, Elegância, Equilibrio, Estilo, Etiqueta, Homem de Caráter, Lembranças do Dia, Saúde | Deixe um comentário

Você atrai o que você é

Quem nós pensamos que somos está intimamente ligado a como nos consideramos tratados pelos outros. Muitas pessoas se queixam de que não recebem um tratamento bom o bastante. “Não me tratam com respeito, atenção, reconhecimento, consideração. Tratam-me como se eu não tivesse valor”, elas dizem. Quando o tratamento é bondoso, elas suspeitam de motivos ocultos. “Os outros querem me manipular, levar vantagem sobre mim. Ninguém me ama.”

Quem elas pensam que são é isto: “Sou um pequeno eu’ carente cujas necessidades não estão sendo satisfeitas.” Esse erro básico de percepção de quem elas são cria um distúrbio em todos os seus relacionamentos. Esses indivíduos acreditam que não têm nada a dar e que o mundo ou os outros estão ocultando delas aquilo de que precisam. Toda a sua realidade se baseia num sentido ilusório de quem elas são. Isso sabota situações, prejudica todos os relacionamentos. Se o pensamento de falta – seja de dinheiro, reconhecimento ou amor – se tornou parte de quem pensamos que somos, sempre experimentaremos a falta.

Em vez de reconhecermos o que já há de bom na nossa vida, tudo o que vemos é carência. Detectarmos o que existe de positivo na nossa vida é a base de toda a abundância. O fato é o seguinte: seja o que for que nós pensemos que o mundo está nos tirando é isso que estamos tirando do mundo. Agimos assim porque no fundo acreditamos que somos pequenos e que não temos nada a dar.

Se esse for o seu caso, experimente fazer o seguinte por duas semanas e veja como sua realidade mudará: dê às pessoas qualquer coisa que você pense que elas estão lhe negando – elogios, apreço, ajuda, atenção, etc. Você não tem isso? Aja exatamente como se tivesse e tudo isso surgirá. Logo depois que você começar a dar, passará a receber. Ninguém pode ganhar o que não dá. O fluxo de entrada determina o fluxo de saída. Seja o que for que você acredite que o mundo não está lhe concedendo você já possui. Contudo, a menos que permita que isso flua para fora de você, nem mesmo saberá que tem. Isso inclui a abundância. A lei segundo a qual o fluxo de saída determina o fluxo de entrada é expressa por Jesus nesta imagem marcante: “Dai, e dar-se-vos-á.

Colocar-vos-ão no regaço medida boa, cheia, recalcada, sacudida e transbordante, porque, com a mesma medida com que medirdes, sereis medidos vós também.” A fonte de toda a abundância não está fora de você. Ela é parte de quem você é. Entretanto, comece por admitir e reconhecê-la exteriormente. Veja a plenitude da vida ao seu redor. O calor do sol sobre sua pele, a exibição de flores magníficas num quiosque de plantas, o sabor de uma fruta suculenta, a sensação no corpo de toda a força da chuva que cai do céu. A plenitude da vida está presente a cada passo. Seu reconhecimento desperta a abundância interior adormecida. Então permita que ela flua para fora. Só fato de você sorrir para um estranho já promove uma mínima saída de energia. Você se torna um doador. Pergunte-se com frequência: “O que posso dar neste caso?

Como posso prestar um serviço a esta pessoa nesta situação? Você não precisa ser dono de nada para perceber que tem abundância. Porém, se sentir com frequência que a possui, é quase certo que as coisas comecem a acontecer na sua vida. Ela só chega para aqueles que já a têm. Parece um tanto injusto, mas é claro que não é. É uma lei universal. Tanto a fartura quanto a escassez são estados interiores que se manifestam como nossa realidade. Jesus fala sobre isso da seguinte maneira: “Pois, ao que tem, se lhe dará; e ao que não tem, se lhe tirará até o que não tem.

Eckhart Tolle

17/07/2017 Posted by | Desenvolvimento Pessoal, Espiritualidade, Psicologia | Deixe um comentário

Para viver melhor

viver-melhorPara viver melhor, não se preocupe, *se ocupe.* Ocupe seu tempo, ocupe seu espaço, ocupe sua mente. 

Não se desespere, *espere.* Espere a poeira baixar, espere o tempo passar, espere a raiva desmanchar. 

Não se indisponha, *disponha.* Disponha boas palavras, disponha boas vibrações, disponha sempre. 

Não se canse, *descanse.* Descanse sua mente, descanse suas pernas, descanse de tudo. 

Não menospreze, *preze.* Preze por qualidade, preze por valores, preze por virtudes. 

Não se incomode, *acomode.* Acomode seu corpo, acomode seu espirito, acomode sua vida. 

Não desconfie, *confie.* Confie no seu sexto sentido, confie em você, confie em Deus. 

Não se torture, *ature.* Ature com paciência, ature com resignação, ature com tolerância. 

Não pressione,*impressione.* Impressione pela humildade, impressione pela simplicidade, impressione pela elegância. 

Não crie discórdia, *crie concórdia.* Concórdia entre nações, concórdia entre pessoas, concórdia pessoal.

Não maltrate, *trate bem.* Trate bem as pessoas, trate bem os animais, trate bem o planeta. 

Não se sobrecarregue, *recarregue.* Recarregue suas forças, recarregue sua coragem, recarregue sua esperança. 

Não atrapalhe, *trabalhe.* Trabalhe sua humanidade, trabalhe suas frustrações, trabalhe suas virtudes. 

Não conspire, *inspire.* Inspire pessoas, inspire talentos, inspire saúde. 

Não se apavore, *ore.* Ore a Deus! 

Somente assim viveremos dias melhores.

Bruno Pitanga

09/10/2016 Posted by | Atitudes, Desenvolvimento Pessoal, Reflexões | Deixe um comentário

Um Novo Homem

simbolo do equilibrioTodos os dias a gente acorda e pensa que algo falta ou pode melhorar na vida.

A insatisfação é, provavelmente, nossa maior companheira. Ela está ali, faça sol ou chuva, frio ou calor, martelando nossa mente com seus desejos e aspirações.

No entanto, apesar de tanto querermos ser pessoas melhores, seguimos sem ter muita certeza a respeito de quais caminhos tomar ou que qualidades cultivar para efetivamente tornar nosso contato com o mundo menos confuso e aflitivo.

Tudo isso, enquanto insistentemente somos bombardeados por heróis e referenciais que, de longe, sempre parecem melhores do que nós.

São inatingíveis na sua pretensa perfeição, mesmo quando estão mais próximos, como nossos antepassados, às vezes cheios de regras e certezas. Mesmo eles, não nos auxiliam muito na nossa busca, frequentemente gerando ainda mais tensão, dúvidas e confusão, por mais que estejam bem intencionados.

Existe isso de se tornar um homem melhor?

Existe.

E é isto que vamos buscar, em todos os nossos relacionamentos, revendo todos os paradigmas, todos os hábitos, todos os vícios, e todos os defeitos.

Em busca do equilíbrio.

Esta busca para se tornar um homem melhor, deve ser diária e constante, para que possamos estar bem conosco e ganhar a confiança, o carinho, o respeito, e a admiração daqueles que nos cercam.

29/07/2016 Posted by | Atitudes, Autoconhecimento, Comportamento, Desenvolvimento Pessoal, Equilibrio, Estilo, Reflexões, Relacionamento | Deixe um comentário

Coisas para pensar quando a vida estiver difícil

Páscoa 1Sidarta Gautama, o Buda nos deixou um legado de grande sabedoria. Entre tantas pérolas, separo 13 conselhos deixados para aqueles que vivem momentos difíceis. Existe, segundo Buda, uma forma de viver esses momentos de uma maneira mais tranquila e o segredo tem a ver com atitude:

1) AS COISAS SÃO O QUE SÃO

A nossa resistência às coisas é a principal causa do nosso sofrimento. Este acontece quando resistimos às coisas como elas são. Se não se pode fazer nada, relaxe. Não lute contra a correnteza, aceite ou então se consuma em seu sofrimento.

2) SE VOCÊ ACHA QUE TEM UM PROBLEMA, VOCÊ TEM UM PROBLEMA

Repare que tudo é olhado através de uma perspectiva. Em um determinado momento as coisas parecem difíceis, no outro não. Sabendo disso, caso tenha uma dificuldade escolha entendê-la como um desafio, uma oportunidade de aprendizado. Se enxergá-la como um problema, essa dificuldade será certamente um problema.

3) A MUDANÇA COMEÇA EM VOCÊ MESMO

Seu mundo exterior é um reflexo do seu mundo interior. Temos o hábito de achar que tudo ficará bem quando as circunstâncias mudarem. A grande verdade, no entanto, é que as circunstâncias só mudarão quando essa mudança ocorrer em nosso interior.

4) NÃO EXISTE APRENDIZADO MAIOR DO QUE FALHAR

O fracasso não existe!!! Entenda isso de uma vez por todas. Todas as pessoas de sucesso já falharam diversas vezes. Aproveite suas falhas como um grande aprendizado. Se fizer isso, na próxima vez estará mais perto do sucesso. A falha é sempre uma lição de aprendizado.

5) SE ALGO NÃO ACONTECE COMO O PLANEJADO, SIGNIFICA QUE O MELHOR ACONTECEU

Tudo acontece de forma perfeita, até quando dá errado. Muitas vezes, quando olhamos para trás, percebemos que aquilo que consideramos errado, na verdade foi o melhor que podia ter acontecido. No entanto, quando dá certo, certamente estamos alinhados com nosso propósito de vida. O universo sempre trabalha a nosso favor.

6) APRECIE O PRESENTE

Nós só temos o momento presente! Portanto não o deixe passar perdendo tempo com o passado. Valorize seu momento presente pois ele é único e importante. É a partir dele que cria sua vida futura.

7) DEIXE O DESEJO DE LADO

A maioria das pessoas vive a vida guiadas pelos desejos. Isso é extremamente perigoso, um desejo não satisfeito transforma-se em uma grande frustração. Frustação desencadeia uma energia negativa muito forte e retrai seu crescimento. Procure entender que tudo o que precisa vai chegar até você se cultivar sua felicidade incondicional. Pratique uma mente isolada, só assim suas emoções permanecerão felizes ou neutras.

8) COMPREENDA SEUS MEDOS E SEJA GRATO POR ELES

O medo é o contrário do amor, é quem mais atrapalha sua evolução caso não saiba entendê-lo. No entanto ele é importante na medida em que fornece uma grande oportunidade de aprendizado. Quando enfrenta e vence o medo, se torna mais forte e confiante. Superar seus medos requer prática, o medo é apenas uma ilusão e, acima de tudo, é opcional.

9) EXPERIMENTE ALEGRIA

Existem pessoas que se divertem com tudo o que lhes acontece. Mesmo na pior situação, riem de si mesmas. São pessoas felizes que enxergam crescimento em tudo. Essas pessoas aprenderam que é importante focar na alegria e não nas dificuldades. O resultado é que atraem muito mais situações felizes do que tristes.

10) NUNCA SE COMPAREM COM OS OUTROS

Você é único, veio aqui com uma missão só sua. E ela é tão importante quanto a de qualquer outra pessoa. Mesmo assim se não conseguir evitar comparações, compare com quem tem menos que você. Isso é uma ótima estratégia para perceber que tem sempre muito mais do que precisa para ser feliz.

11) VOCÊ NÃO É UMA VÍTIMA

Você é sempre o criador de suas experiências! Tudo o que lhe acontece foi atraído por você mesmo e extremamente necessário pra seu aprendizado. Quando algo que considera desagradável acontecer com você, agradeça e pergunte: “Por que será que atraí isso para minha vida?”, “O que preciso aprender com essa experiência?”.

12) TUDO MUDA

Isso também vai passar…palavras de Chico Xavier. Tudo nessa vida é dinâmico, tudo muda em um segundo. Portanto, não fique se lamentando. Caso não saiba o que fazer, não faça nada. O universo não para de mudar, crescer e se expandir, sendo assim espere, por que tudo vai passar.

13) TUDO É POSSÍVEL

Milagres acontecem todos os dia, e nós mesmos é que somos responsáveis por eles. Confie e acredite nisso. Na medida em que conseguir sua mudança de consciência, encontrará em você o poder de realizar milagres. É tempo de mudar e entender sua importância, a possibilidade que você tem de mudar o mundo. Acredite!!!!

Esse texto foi baseado na obra “13 things to remember when life gets rough“ “13 coisas para lembrar quando a vida fica difícil”.

17/05/2016 Posted by | Desenvolvimento Pessoal, Filosofia, Reflexões | Deixe um comentário

Códigos da Inteligência 

img_2189Decifrar os códigos da inteligência nos faz entender, que não somos deuses, mas seres humanos imperfeitos.

Decifrar os códigos do Eu como gestor do intelecto, da resiliência, do carisma, do altruísmo, da autocrítica, do debate das ideias, da intuição criativa, não é um dever, mas um direito de cada ser humano que busca ter uma mente brilhante e procura a excelência emocional, pessoal e profissional.

É um privilégio daqueles que compreendem que quando a sociedade nos abandona, a solidão é suportável, mas quando nós mesmos nos abandonamos, ela é intolerável. 

05/03/2016 Posted by | Desenvolvimento Pessoal, Psicologia | Deixe um comentário

O silêncio e seus ensinamentos

Há 2500 anos atrás, Lao Tzu, o fundador do taoísmo filosófico, pronunciou as palavras: “O silêncio é uma fonte de grande força.”25 séculos mais tarde, essas palavras ainda soam verdadeiras. Passar tempo simplesmente sentado em silêncio pode ter uma grande quantidade de impacto em sua vida.

1. Silêncio ensina apreciação

Na contemplação silenciosa, aprendemos o valor de apreciar o que temos em nossas vidas. Isso nos permite escutar profundamente a nossos amigos e familiares.

2. Silêncio transmite foco

No mundo de hoje, a nossa atenção está firmemente dividida por nossos produtos eletrônicos, empregos, e as coisas que fazemos por diversão. O silêncio nos ensina a refazer todo o nosso foco e perceber coisas que de outro modo não perceberíamos.

3. Silêncio faz-nos apreciar a natureza

Especialmente quando feita na natureza, a contemplação silenciosa faz-nos ouvir mais da Terra e apreciar tudo o que ela faz para tornar nossa vida inteira. As árvores nunca serão as mesmas novamente.

4. Silêncio permite reconstruir seus pensamentos

Contemplação silenciosa ajuda a ter pensamentos e torná-los inteiros, pensamentos concisos. Isto é especialmente útil se você tem grandes idéias para a empresa antes de uma apresentação ou objetivos que deseja definir para si mesmo.

5. Silêncio combate superestimulação

Como mencionado anteriormente, nossas vidas dividem nossos pensamentos. Combine isso com um ritmo rápido, podemos facilmente nos tornar super estimulados. O silêncio nos ensina a abrandar.

6. Silêncio ensina a humanidade

Ao passar o tempo contemplando silenciosamente toda a humanidade, percebemos que nós e todos os outros têm imperfeições. Somos muitas vezes hipócritas e temos às vezes crenças radicalmente diferentes.

7. O silêncio nos enche de amor

Mesmo que nos demos conta de que somos imperfeitos e às vezes radicalmente diferentes, contemplação silenciosa faz com que você perceba que cada ser humano é como você, uma entidade única experimentando uma vida única. Eles sentem dor assim como você. O silêncio nos mostra amor.

8. O silêncio nos faz negrito

Você pode pensar que coragem significa que você pode enfrentar o perigo, mas mais frequentemente, a coragem está enfrentar-se. Contemplação silenciosa, por si só requer coragem. Obriga-nos a sentar-nos conosco e nossos próprios pensamentos. Nenhuma distração. Você apenas senta lá e é uma pessoa consigo mesma.

Sentar-se em silêncio tem muito a nos ensinar.

 

14/10/2015 Posted by | Autoconhecimento, Bem Estar, Desenvolvimento Pessoal | Deixe um comentário

Sobre a maturidade

maturidadeAlguém me perguntou uma vez o que seria o mais importante para mim em relacionamentos com outras pessoas.

Respondi que seria a MATURIDADE.

A pessoa perguntou então: “Como assim maturidade?

Quer dizer então que você prefere se relacionar com gente velha?”.

Não gostei do termo “gente velha” (não existe gente “velha”; o que existe é gente em fases diferentes da vida) e percebi mais uma vez que é esse o conceito de maturidade de muita gente, o que não está errado de todo, pois a própria palavra passa a noção de “MATURA + IDADE”, ou seja, idade madura.

Mas não é só isso.

Ligar a maturidade à idade da pessoa é um conceito limitado, pois maturidade é bem mais que isso e, num sentido mais profundo, não está necessariamente vinculada à idade cronológica.

Todos nós conhecemos crianças que nos surpreendem pelo seu nível de maturidade e também pessoas de idade mais avançada que nos assustam pelo seu nível de imaturidade.

Maturidade tem para mim uma ligação muito maior com o grau de desenvolvimento da pessoa. Vou até mais longe e digo: com o desenvolvimento da alma – o que explica para mim a maturidade “precoce” de alguns. É claro que experiência de vida faz (ou deveria fazer) amadurecer, porém, isso nem sempre é verdadeiro. Como já dito, há crianças maduras e adultos imaturos, o que mostra claramente o que digo. Vou tentar a seguir aprofundar um pouco o conceito de maturidade, apontando aquilo que a caracteriza.

Maturidade é independência

Uma pessoa madura é independente, em seus atos, em sua forma de pensar, em sua forma de ver o mundo. Uma pessoa madura não se prende à opinião dos outros, não age para agradar (ou deixar de agradar) ninguém e é fiel a si mesma.

Maturidade é responsabilidade

Uma pessoa madura assume a responsabilidade por sua vida, pelo seu caminho, tem senso de responsabilidade sobre si mesma, assumindo as rédeas, o controle de sua realidade e de seu crescimento, com disciplina e nitidez. Enquanto uma pessoa imatura sempre busca a “culpa” nos outros, tentando transferir a responsabilidade por sua vida, pelas coisas que faz ou deixa de fazer, pelos problemas que surgem, o ser maduro compreende que não são os outros os responsáveis pela sua felicidade, pelo seu bem-estar, mas também pela sua infelicidade e pelo seu desconforto neste mundo.  Ele assume também sua responsabilidade no meio onde vive, pela sua família, pelos que dependem dela, pelo seu papel moral e social.

Maturidade é respeito

Quem não respeita, não é maduro. E quem é maduro respeita. Ter maturidade é entender que todos nós somos iguais em nosso direito de existir. É ter consciência de que não há seres humanos superiores e inferiores e que qualquer um, por mais que não gostemos da pessoa, por mais que ela seja diferente de nós, por mais que não compreendamos e não concordemos com ela, merece o mesmo respeito, sempre, sem exceções. Assim, a pessoa madura respeita a qualquer um, também (e principalmente!) a si mesma. E ela respeita também a vida, com todas suas nuanças, com tudo que dela faz parte.

Maturidade é coragem

Maturidade é coragem de ver as coisas como são, sem enfeitá-las, sem se perder em ilusões. É coragem de ser lúcido, de ser verdadeiro, de enfrentar a vida com seus altos e baixos, sem fugir, sem enfiar a cabeça no buraco, de caminhar com os próprios pés. E ser maduro é ter coragem de ser sincero, não se corrompendo por medo de dizer o que realmente pensa ou sente.

Todos nós temos medos, como o de fracassar, por exemplo. Mas uma pessoa madura não se deixa levar por esse medo. Ela o enfrenta e busca realizar seus projetos. Ela não se deixa frear pelo medo de cair, pois sabe que aprende com os tombos, tendo a chance de reconhecer onde errou e prosseguindo com otimismo e mais forte, ao contrário dos imaturos, que temem caminhar para não errar, que têm medo de sofrer, e assim não correm riscos e terminam parados no mesmo lugar.

Maturidade é tolerância

Ser maduro significa também ser tolerante com os outros, é aceitar que somos todos imperfeitos e limitados, que ninguém pode desmerecer o direito de alguém existir e ser como ele é, independente de gostar ou não de sua forma de vida.

Maturidade é complacência para consigo mesmo

Ser maduro é ser complacente consigo mesmo, aceitando as próprias limitações, com as frustrações e contrariedades inevitáveis desta vida. Pessoas maduras normalmente não se aborrecem quando erram e, quando se aborrecem, nunca mais do que o tempo necessário, não se maltratando por isso, não sendo duras consigo. Ser maduro é dar carinho e atenção a si mesmo, aceitando seus defeitos e limites, tentando sempre melhorar e crescer, entendendo que todo mundo tem seus defeitos e erra. Também eu, também você.

Maturidade é aceitação da dor

Ninguém neste mundo está livre de dor e sofrimento. Ser maduro é aceitar esse fato, ao invés de tentar evitar o que nos machuca. Aceitar as dores da vida significa ter certa resiliência, desenvolvendo uma capacidade de absorver o sofrimento, compreendendo que também ele faz parte da vida, mas sem se entregar à tristeza e ao ressentimento, sem transformar o sofrimento em um monstro imbatível. É aceitar a dor sem se ver como vítima, é aceitá-la como aquilo que ela é: uma parte de nós. Maturidade não é buscar ser feliz o tempo todo, mas saber que a tristeza também é importante para o crescimento, aceitando-a com dignidade.

Maturidade é diferenciação

Ser maduro é entender que o mundo não é preto e branco, que não há sempre um “certo” e um “errado”, que há várias verdades neste mundo e que a própria verdade não é necessariamente a única que tem validade e que ela às vezes não tem validade alguma. É compreender que as coisas nem sempre são como parece, que tudo na vida tem, no mínimo, dois lados e que ver sem diferenciar limita muito nossa visão.

Maturidade é coerência

Uma das coisas que mais tenho visto na internet nos últimos tempos é a incoerência de posturas. Vejo muita gente se contradizendo, com uma capacidade extrema de dizer uma coisa e negá-la na mesma frase. É gente que diz: “Não sou racista, mas acho que todo negro é isso ou aquilo”, “Nada tenho contra homossexuais, mas não aceito dois homens se beijando perto de mim”, “Não discrimino religião alguma, mas acho que todo muçulmano é terrorista”, e assim por diante. Quem se posiciona assim, mostra incoerência. E isso é um forte sinal de imaturidade.

Sim, maturidade requer coerência. Não adianta falar de amor ao próximo apenas na teoria e, na prática, discriminar outras pessoas, desejando-lhes o mal, propagando preconceitos e coisas negativas sobre elas.

Maturidade é capacidade de reflexão

Uma pessoa madura reflete antes de se expressar, pois ela sabe que aquele pensamento que veio em primeiro lugar, principalmente em situações carregadas emocionalmente, pode estar totalmente errado, distorcido. Ela sabe que seus sentimentos e mais ainda a forma como os interpreta podem estar completamente equivocados e precisam, portanto, de reflexão, ou melhor, introspecção, antes de serem exteriorizados.

É importante o controle racional das emoções e de sentimentos negativos como desprezo, inveja, ciúme, vingança, raiva e agressividade, o que não significa reprimir e muito menos ignorar essas emoções. Significa apenas que elas devem ser refletidas e filtradas pela razão, analisando uma situação antes de abordá-la.

Maturidade é humildade

Você é uma pessoa especial, sem dúvida. Mas não somente você. Todos somos especiais: você, eu, mas também o carteiro, a mulher da padaria, o vizinho, enfim, todo mundo! Não reconhecer isso e se achar mais especial que outras pessoas é ser arrogante, prepotente e imaturo.

Uma pessoa madura compreende que ela é uma pequena parte de um todo, um grão de areia numa duna, uma única letra em um livro, uma estrela no firmamento. Ser maduro é ser humilde, é reconhecer que sua “especialidade” aumenta quando não é realçada, é ter consciência das próprias limitações, é viver com modéstia e simplicidade.

Maturidade é justiça

Somos imaturos quando somos injustos. Por exemplo, quando estamos frustrados e descarregamos nossa frustração em alguém. Pessoas maduras também se aborrecem com suas frustrações, mas não descarregam sua raiva nos outros, sem que eles nada tenham a ver com o que ocorreu. Também somos injustos quando julgamos alguém precipitadamente, quando o atacamos sem ter esse direito, quando não reconhecemos que eles têm os mesmos direitos que nós, quando praticamos o princípio de “dois pesos e duas medidas”, quando julgamos e condenamos alguém sem provas de sua culpa, quando cobramos mais dos outros do que de nós mesmos. A pessoa madura busca agir de modo justo, atribuindo a si e aos outros direitos e deveres iguais.

Maturidade é equilíbrio e sabedoria

Uma pessoa madura tem competência para se relacionar com pessoas em qualquer ambiente e habilidade para evitar conflitos desnecessários e improdutivos. Ela busca o equilíbrio e a paz social, na sociedade, dentro de sua casa, entre os amigos e em qualquer ambiente que frequenta, agindo com sabedoria e buscando somar e não dividir, partilhando o que sabe, buscando o que é bom para todos e não só para si próprio e tentando ajudar a construir um clima positivo e harmonioso, onde se constrói ao invés de destruir, sendo claro, sereno, humano, praticando o bem e almejando a evolução do todo.

A pessoa madura sabe se calar quando é melhor não dizer nada e não se cala quando falar é necessário. Ela busca a paz de espírito, o entendimento, o equilíbrio entre as energias, entre as pessoas, entre tudo, agindo com constância e não de acordo com seu humor. Ela sabe que diversão e distração são necessárias, mas também trabalho e engajamento, e que a balança só se equilibra quando os opostos se igualam.

Então, resumindo: amadurecer é aprender a viver de forma independente, comresponsabilidade e respeito por você mesmo e pelo mundo à sua volta, com coragem de ver as coisas como são. É prosseguir apesar das incertezas e dos medos, sendo tolerante para com os demais e complacente consigo mesmo, aceitando a dor sem se entregar a ela, tendo umavisão diferenciada e coerente do mundo, refletindo com humildade, praticando a justiça e buscando sempre o equilíbrio e a sabedoria.

Talvez você, caro leitor, pense agora: “Puxa, é muita coisa! Assim ninguém nunca vai conseguir amadurecer!”. De fato, nenhum ser humano é perfeito. A maturidade, em sua plenitude, é uma meta, que nos serve como guia e nos ajuda a crescer, mas sem ansiar a perfeição. Se fôssemos perfeitos, seríamos anjos e não gente! É importante entender que nenhum de nós jamais conseguirá ser sempre e completamente maduro, mas que podemos fazer muito para nosso crescimento pessoal. E compreender isso nos ajuda a amadurecer

Por Gustl Rosenkran

30/04/2015 Posted by | Desenvolvimento Pessoal | Deixe um comentário