PrimeLife (Ano VIII)

Viva Bem, Viva Mais, Viva com Estilo

A Arte de não falar nada, só observar

Saber a hora de dizer algo e o momento de não falar nada é uma arte, pois é assim que resguardaremos nossas forças para o enfrentamento do que realmente importa.

Não é por nada, mas vem crescendo deveras a quantidade de opiniões descompassadas, agressivas e preconceituosas sobre os mais variados fatos que ocorrem. Tanto nas redes sociais, quanto na mídia em geral e nas rodas de conversa, ouvem-se verdadeiros absurdos, mensagens de ódio e destempero, carregados de retrocesso e violência, muitas vezes de forma não velada.

Ao mesmo tempo, aumentou o número de pessoas que se prontifica a cuidar da vida dos outros, palpitando sobre o que não lhes diz respeito, intrometendo-se em assuntos estritamente pessoais, incomodados com o que nem deveriam pensar sobre. Quantos fiscais da vida alheia abundam entre os recantos do país, quanta gente rota falando das rasgadas, quanta hipocrisia neste mundão.

Por Marcel Camargo

Anúncios

03/05/2018 Posted by | Comportamento | Deixe um comentário

As estratégias para se desconectar

O uso excessivo do smartphone compromete a concentração, diminui a produtividade e prejudica a saúde. Saiba como equilibrar a relação com a tecnologia

Em 2016, o smartphone se consolidou como principal meio de acesso à internet no Brasil, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE): 60% das pessoas têm o hábito de entrar na rede via mobile. Como está sempre ali disponível, ao alcance das mãos, o aparelho pode funcionar como um redutor de produtividade portátil. “Cada vez que checamos o celular, levamos, em média, 10 minutos para retomar o foco”, diz Fellipe Silvester, palestrante e consultor organizacional.

O uso excessivo pode até levar à dependência. “Estima-se que 10% dos usuários de internet sejam dependentes”, afirma Sylvia van Enck Meira, psicóloga do Programa de Dependências Tecnológicas do Instituto de Psiquiatria da USP (PRO-AMITI). Nesses casos, a impossibilidade de acesso leva a sintomas clássicos de abstinência de drogas, como sudorese, ansiedade, taquicardia e irritabilidade.

Segundo Sylvia, responder aos alertas e verificar as informações leva o cérebro a produzir mais dopamina, neurotransmissor que estimula o prazer, estimulando a necessidade de doses cada vez maiores. “Isso pode gerar desatenção, comprometer a memória e o sono, além de causar problemas posturais e síndrome do olho seco.” Para evitar que a relação com a tecnologia seja vilã da sua rotina, especialistas ensinam a se desconectar em momentos-chave.

1. Desligue o aparelho durante as refeições

A rapidez das notificações contagia, fazendo com que você coma muito rápido, sem saborear os alimentos. Sem o celular, é possível aproveitar mais o momento – sem contar que é anti-higiênico deixar o aparelho ao lado do prato. Um estudo da instituição de ensino DeVry Metrocamp, em Campinas (SP) identificou mais de 17 mil fungos e bactérias presentes nos aparelhos, incluindo coliformes fecais.

2. Silencie grupos de Whatsapp e demais notificações

Desabilitar os alertas aumenta a produtividade, pois as notificações tiram a capacidade de concentração, levando à perda de tempo. Cada vez que checamos o celular, levamos, em média, 10 minutos para retomar a máxima atenção. O melhor a fazer é dedicar-se ao trabalho com foco total e reservar um tempo no final da atividade para descanso, aproveitando para verificas as mensagens.

3. Não leve o celular para o quarto na hora de dormir

Um estudo realizado pelo instituto de pesquisa YouGov e pelo portal Huffington Post demostrou que 63% dos jovens norte-americanos de 18 a 29 anos dormem com seus aparelhos embaixo do travesseiro, o que leva à privação de sono. Se o celular estiver longe do quarto, a tentação de religá-lo será menor. Substitua a navegação em sites e redes sociais por uma boa leitura.

4. Faça viagens e passeios em lugares sem wi-fi

Considere roteiros em meio à natureza, em locais com acesso restrito à tecnologia. É um jeito de se obrigar à desconexão, mas com uma recompensa imediata: viver outro tipo de rotina, que poderá ser transformadora. Se não conseguir desconectar-se o tempo todo, reserve 1 hora por dia para realizar todas as tarefas on-line.

5. Experimente usar uma câmera fotográfica de verdade

Além de possuírem mais recursos que o celular, as câmeras fotográficas convencionais permitem viver uma experiência mais criativa e desconectada das redes sociais. Isso aumenta o foco na paisagem e diminui a ansiedade por likes nas postagens instantâneas.

6. Publique quando voltar para casa

Com as fotos e memórias salvas, as postagens podem acontecer quando o passeio terminar. Não perca tempo compartilhando instantaneamente alguma coisa. Elaborar o que foi vivido permite fazer posts mais interessante depois.

7. Deixe o celular no armário da academia

Celular na academia pode sabotar seu treino. Um estudo publicado no periódico Performance Enhancement & Health apontou que o uso do smartphone durante a atividade física compromete o equilíbrio e a estabilidade em até 45%, aumentando as chances de lesões e quedas.

8. Coloque o smartphone no modo silencioso ao dirigir

Uma pesquisa da Associação Brasileira de Medicina do Tráfego demonstrou que o celular é a terceira maior causa de mortes de trânsito no Brasil. Deixe para responder ligações e mensagens de texto quando estiver fora do veículo.

9. Desligue o celular para namorar

Provavelmente, você já praticou ou foi vítima de phubbing, termo que surgiu na Austrália com a junção das palavras “phone” (telefone) e “snubbing” (desprezar). Acontece quando um dos parceiros prefere dar mais atenção às notificações do celular do que ao outro. Segundo uma pesquisa da Universidade de Baylor, nos Estados Unidos, a prática atinge 46,3% dos casais, prejudicando os relacionamentos e podendo, inclusive, levar à depressão.

por Melissa Diniz

27/04/2018 Posted by | Comportamento, Tecnologias | Deixe um comentário

Não bata de frente com quem só entende o que lhe convém.

Uma das coisas mais desagradáveis que ocorrem é sermos mal entendidos quando outro deturpa nossas palavras ou nossas atitudes, descontextualizando-as e utilizando-as em proveito próprio, enquanto nos coloca como o vilão da história. A gente acaba até ficando sem saber se nós é que não soubemos nos colocar, ou se o outro é que não sabe interpretar um texto.

Infelizmente, quanto mais tentarmos provar o nosso ponto de vista, quanto mais nos explicarmos, pior ficaremos, porque quem não entende da primeira vez raramente compreenderá dali em diante.

Quem se faz de bobo e de vítima jamais será capaz de assumir seus erros, de se responsabilizar por seus atos, de se colocar no lugar de alguém. Tentar fazê-los enxergar além de seu umbigo é inútil.

Na verdade, teremos que sempre ser verdadeiros e claros, com todo mundo, pois, assim, quem nos conhece de fato e gosta de nós não se abalará com as maledicências que alguém tentar espalhar sobre nossa pessoa.

Temos que ter a tranquilidade de que vivemos de acordo com o que somos, sem dissimulações e meias verdades, para que a mentira alheia não nos atinja nunca, tampouco possa ser levada em conta por quem nos é importante.

Eu costumava bater de frente, quando entendiam errado o que eu dizia, quando maldiziam minhas atitudes. Hoje, não perco mais tempo tentando provar nada a ninguém, de jeito nenhum. O meu tempo é por demais precioso e resolvi aproveitá-lo fazendo o que eu gosto, junto com quem me faz bem.

Hoje, tenho a certeza de que muitas pessoas só entenderão aquilo que quiserem e da maneira que melhor lhes convier.

Não importa o que eu diga ou o que eu faça, muitas pessoas somente interpretarão minha vida, pensamentos, atitudes e ideias, de acordo com o nível de percepção delas mesmas, para que possam se justificar através dos erros que transferem ao mundo, segundo elas mesmas, elas nunca erram.

Não tenho muito tempo livre, portanto, não gastarei mais energia com quem não merece.

Vivamos!

19/04/2018 Posted by | Comportamento | Deixe um comentário

Os Homens que amam as Mulheres

Amar é uma arte, e como qualquer arte, melhora com a prática.

“O amor infantil segue o princípio: amo porque me amam. O amor maduro obedece ao princípio: sou amado porque amo. O amor imaturo disse: amo porque preciso de você. O amor maduro respondeu: eu preciso de você porque o amo”. Erich Fromm

Existem muitas especulações e mitos no imaginário coletivo sobre como deve ser “um homem de verdade,” e eles nunca foram substituídos ou complementados por outros mais construtivos.

Muitas vezes, falamos da paixão com sendo algo incontrolável. Pode ser emocionante no início, mas na realidade os protagonistas passam a ser carrascos da sua própria história se essa paixão obsessiva tornar-se tóxica.

Suas paixões se transformam em verdadeiras prisões, muito diferentes e sem a magia das histórias românticas.

Quando a paixão se transforma em um turbilhão de ciúmes e uma sequência de erros e reprovações, esquecemos o romance construtivo e a magia, transformando a vida em amargura e tristeza.

Poucos filmes de Hollywood nos mostram como é uma convivência amorosa, um intercâmbio de vida. Com a intimidade, a convivência deixa de ser misteriosa para os casais.

No entanto, para aqueles que desejam viver uma história de amor arrebatadora, na versão real e sem censuras, o filme “Amour” de Michael Haneke, pode ser uma ótima opção para entender realmente o que é amor, baseado na intimidade e respeito mútuo.

O charme irresistível dos homens que sabem compartilhar

Atualmente, os homens que desejam compartilhar, aprender e conhecer, estão muito desvalorizados.

Pode ser relativamente fácil encontrar um homem que deseja se tornar um herói e conquistador. O difícil é encontrar um homem que deseja se transformar na sua versão mais perfeita, grato pelo dom da razão humana, buscando melhorar e não dominar.

Esse modo de pensar e agir encanta os corações que cruzam o seu caminho. Eles são refletidos através de um anseio, um suspiro, um sonho repetido no mundo das mulheres.

Um sonho que nunca vai se transformar em um pesadelo; será sempre um sonho compartilhado.

Os homens que amam as mulheres

Os homens que amam as mulheres… São sempre correspondidos; são inesquecíveis para as mulheres que tiveram o prazer de conhecê-los.

Os homens que amam as mulheres não se impõem, não são obcecados pela sedução, mas gostam de ser seduzidos.

Não são atraídos pela fama das mulheres que o acompanham, mas por suas qualidades.

O mais importante é a luta da mulher por sua identidade, sua honestidade e as virtudes conquistadas ao longo da vida.

Ficam felizes com o sucesso e realizações de suas companheiras, porque acreditam que a felicidade do casal só pode ser completa quando compartilhada.

Estão cientes de que o amor pode acabar um dia; mas nem por isso deixam de viver essa paixão.

Eles apreciam o valor da estabilidade e da rotina, desde que sejam baseadas na liberdade; duas almas que vivem e desejam permanecer juntas.

Enfim, os homens que amam as mulheres amam de uma forma que não causa sofrimento, que não machuca. Soltam com arte os cordões com os quais a sociedade nos prende, e não temos outra escolha, senão continuar ao seu lado.

Edição: Haroldo Wittitz

15/04/2018 Posted by | Comportamento | Deixe um comentário

Percebemos a educação de uma pessoa pela maneira como ela discorda de nós

A maneira como lidamos com o que frustra nossas expectativas e com quem nos rejeita diz muito sobre quem somos, da mesma forma acontece com nossas discordâncias. Ao longo dos dias, teremos que discordar de muitas pessoas, teremos que argumentar e fazer valer o nosso ponto de vista, teremos que confrontar várias pessoas que pensam completamente diferente de nós, inclusive convivendo com muitas delas em ambientes que nos forçarão a isso.

Não conseguiremos fugir a locais de trabalho, a salas de aula, a encontros sociais, onde haja quem discorde de nós, onde nem todos pensarão como nós. E ouviremos gente confrontando-nos em nossas convicções, desequilibrando nossas verdades, algumas vezes de forma deseducada e agressiva. Porque a muitos será impossível repensar os próprios caminhos – não sejamos nós quem não reflete sobre si mesmo.

 É extremamente saudável quando podemos confrontar nossas ideias com ideias contrárias, uma vez que é assim que rompemos com o que impede os avanços a que temos direito, à medida que oxigenamos nossa mentalidade. O mundo vive em constante transformação e essa ressignificação também deve fazer parte de nós, enquanto nos ajustamos frente ao novo, que sempre vem.

Infelizmente, muitas pessoas confundem argumentação com gritaria, com imposição, como se todos fôssemos obrigados a dizer amém a tudo que elas dizem, como se estivessem sempre certas. Existem muitos tiranos por aí, prontos a ditar regras aos outros, impondo suas ideias e não aceitando serem contraditos, em hipótese alguma. Não sabem ouvir não, não suportam ser contrariados – os adultos mimados vida afora.

Por permanecerem presos ao egocentrismo, por recusarem-se a crescer, acabam se destemperando além da conta quando se veem confrontados no que julgam ser inquestionável, inabalável. E encontram no tom de voz alto e na agressividade recursos com que tentam esconder a incapacidade de defender o que querem com mínima coerência. Como dizem, carroças vazias são as mais barulhentas.

Bom mesmo é encontrar quem discorda de nós e consegue desenvolver uma discussão equilibrada, rica e produtiva. É somente assim que o conhecimento se espalha e a gente se torna melhor. Não existe quem consiga se desenvolver rodeado somente de ovelhas dóceis e obedientes, pois são as diferenças que nos tornam únicos e especiais, à nossa maneira. Mas com educação, por favor.

Edição: Haroldo Wittitz 

 

14/04/2018 Posted by | Comportamento | Deixe um comentário

Dicas para acabar com a timidez

A timidez assim como a ansiedade atinge muitos jovens e adultos. Apesar de seus sintomas não trazerem consequências para saúde, a timidez causa perdas de grandes oportunidades. A falta de comunicação e relacionamento deixa a pessoa em desvantagens. Temos dicas e ferramentas para que você possa alcançar o sucesso. Se está lendo esse texto é porque não basta apenas ter essas ferramentas, é preciso vencer essa barreira que te impede de vencer, a timidez. Aqui vão 5 dicas:

1) Tenha em mente que todos são humanos.

A timidez nos faz sentir inferiores, sem capacidade. Eu costumava enxergar as pessoas como superiores, e que qualquer ação minha resultaria em crítica ou deboche. Tenha em mente que são cidadãos com defeitos e virtudes iguais a você.

2) Não tenha medo da vergonha.

A timidez traz consigo alto índice de vergonha. É comum nos sentirmos acanhado com pessoas novas e, assim como você, elas se sentem inseguras. As pessoas tendem a ter certa insegurança quando se trata de algo novo. Não se acanhe e mostre segurança. Levante a cabeça e mantenha postura.

3) Desenvolva a comunicação.

Uma característica comum em pessoa tímida é não expor seu ponto de vista em meio a interações sociais. Como diz o ditado “quem cala consente”. Desenvolva uma boa comunicação, faça oratória, não tenha medo de falar em púbico, todos estão do mesmo lado disseminando conhecimento. Comunicar não consiste apenas em falar e sim quando falar e o que falar. Trabalhe ela, pois é uma ferramenta valiosíssima.

4) Não se esconda.

A timidez traz a vontade de desaparecer. Como já dito antes, ninguém fica observando nossos passos para saber se temos medo ou não, há coisas mais importantes para se preocuparem do que ficar olhando mais um ser humano. Lembre-se: somos apenas mais um no mundo. Olharão para você da mesma maneira que olham para milhares de outras pessoas.

5) Foque em suas qualidades.

Assim com você, todos possuem defeitos. O segredo é focar em suas qualidades. Por exemplo, se você é bom em algum instrumento musical, exercite esse talento e verá que as pessoas irão reconhecer essa qualidade em você. Elas estão ali para ver sua progressão. Desenvolva os pontos fracos e progrida em seus pontos fortes.

Enfim, esses são alguns passos, pois não existe um método certo ou uma “receita de bolo” para vencer a timidez. São exemplos tirados da convivência com esse fardo da timidez. Agora você já deve ter as ferramentas certas e a alma pronta para progredir nesse trajeto de sonhos e objetivos.  Vamos começar?

Edição: Haroldo Wittitz

13/04/2018 Posted by | Autoconhecimento, Comportamento | Deixe um comentário

Que

Que estejamos presentes em memórias alheias.

Que alguém já distante lembre-se do nosso sorriso e se sinta acolhido.

Que o nosso bem faça bem ao outro.

Que sejamos a saudade batendo no peito de uma velha amizade.

Que sejamos o amor que alguém nunca esqueceu.

Que sejamos um alguém que sorriu na rua e o desconhecido encantou-se.

Que sejamos, hoje e sempre, uma coisa boa que mora dentro de cada um que passou por nós.

09/04/2018 Posted by | Comportamento, Reflexões | Deixe um comentário

Mantenha

Mantenha seus pensamentos positivos, porque seus pensamentos tornam-se suas palavras;

Mantenha suas palavras positivas, porque suas palavras tornam-se suas atitudes;

Mantenha suas atitudes positivas, porque suas atitudes tornam-se seus hábitos;

Mantenha seus hábitos positivos, porque seus hábitos tornam-se seus valores;

Mantenha seus valores positivos, porque seus valores…tornam-se seu destino.

07/04/2018 Posted by | Comportamento, Homem de Caráter | Deixe um comentário

As mulheres querem homens de atitude!

Tenho certeza que você está ciente do fato de que as mulheres sentem-se mais atraídas por certos tipos de homens do que outros. Eu não recomendo que você mude sua personalidade, ou guarda-roupa eu recomendo que vocês mudem o seu comportamento.

As mulheres são muito sociais e adoram fazer network. Para uma mulher, ter um monte de conexões sociais dá o seu poder em sua vida. Sua eficácia pessoal não é baseada em força bruta ou ambição (homens), mas sim na qualidade e quantidade de seus relacionamentos.

Um homem que sabe por onde começar, pode convidá-la para um jantar ou para ir a um cinema, sem medo de levar aquele temido “não”, o homem que sabe se relacionar com as pessoas no dia-a-dia está sempre nos planos de uma mulher.

As mulheres adoram homens inteligentes e criativos e que não estão interessados em qual a cor da sua calcinha.

Você não tem que ser um mestre da pintura nem precisa ser um “fora de série” no quesito inteligência, mas você deve ter pelo menos uma saída criativa e inteligente de preferência.

As mulheres querem homens normais, simples, sem frescuras. Eu sei que isso soa estranho para alguns, mas acho que sobre ser um homem normal não é tão difícil assim, basta apenas ser provavelmente, uma pessoa calma, amigável e sólido.

Muitas vezes eu ouço as mulheres dizer: “Eu só quero um homem que é normal. Ele não é um vagabundo, ele não é louco, ele não é um bandido mudo. Eu só quero um homem sólido, que se preocupe comigo.”

Ser um bom amigo, que tenha objetivos na vida, e não tentar impressionar as pessoas. Ser atraente é sobre ser você mesmo!

Uma mulher não pode respeitar um homem que não respeita a si mesmo.

Não seja pervertido que só pensa em “lepo lepo”, mulheres não gostam de homens que só pensam “naquilo”, tenha modos e saiba o momento certo de abalar com sua amada, há momentos para tudo nessa vida.

Então seja o “Safado de qualidade”, não basta só barbarizar nas relações sexuais, pare de ficar falando palavras chulas no ouvido das mulheres elas não querem ouvir isso! E sim praticar no momento certo, fale palavras que a conforte, seja cavalheiro e educado.

A pegada é a sua marca registrada, portanto use-a na hora certa de maneira moderada e seja “O cara” aquele que ela tem orgulho de ter ao lado.

06/04/2018 Posted by | Atitudes, Comportamento | Deixe um comentário

Dicas para ter uma boa disciplina

Se você olhar para a sua vida agora, qual é a razão pela qual você não é tão bem-sucedido, feliz ou saudável como você poderia estar neste ponto da sua história?

Além de muitas desculpas, provavelmente há apenas uma razão simples: falta de autodisciplina. Você simplesmente não faz o que precisa fazer para aproveitar os níveis de sucesso que deseja. Se você pensa sobre isso, o que realmente falta para você ser bem sucedido em todas as áreas da sua vida? Todo mundo sabe o que é preciso para conquistar seus objetivos, mas quantas pessoas realmente correm atrás disso? Todo mundo sabe o que fazer para se comportar melhor no trabalho, mas quantas pessoas continuam agindo da mesma maneira? Todos sabem quais alimentos evitar e quais alimentos fazem bem para a saúde, mas a maioria das pessoas simplesmente continua se alimentando mal. Em suma, todo o conhecimento no mundo não vale nada se você não possui a autodisciplina para usar esse conhecimento. Elbert Hubbard definiu a autodisciplina como “a capacidade de fazer o que você precisa fazer quando tiver que fazer, querendo ou não” – e essa é a única habilidade que é necessária acima de qualquer outra coisa para ter sucesso em qualquer empreendimento.

O sucesso na vida vem das ações que você toma de forma consistente; e somente a autodisciplina permite que você faça isso. Veja as maneiras poderosas de construir uma autodisciplina inquebrável:

Não importa quais sejam seus objetivos na vida, há uma grande lei que você precisa obedecer para ser bem-sucedido: ninguém vai escalar a escada de sucesso para você. Ninguém é responsável pela sua saúde, riqueza, felicidade ou sucesso. Desde o dia em que você deixa a casa dos seus pais e começa a fazer suas próprias escolhas, você é responsável pela sua vida e pelas escolhas que você faz. Você escolhe o trabalho em que trabalha, a pessoa com quem vive e o quanto você se exercita todos os dias. Somente você pode escolher como você gasta seu tempo, e as decisões que você faz de forma consistente farão ou quebrar sua vida. Se você quer uma vida melhor, você precisa tomar melhores decisões. Você pode culpar outras pessoas por sua falta de resultados ou falta de felicidade durante toda a vida, mas esse ato não vai mudar coisa alguma. Somente você pode mudar sua vida mudando as escolhas que você faz. Assuma a responsabilidade por tudo na sua vida, mesmo que você não possa influenciá-la diretamente. Mesmo que não esteja no seu controle direto, você sempre pode escolher como você responde aos acontecimentos.

De acordo com o orador Brian Tracy, o maior inimigo do sucesso é o caminho da menor resistência. Se você escolher o que é divertido e fácil em vez de optar pelo o que é necessário, você nunca alcançará os níveis de sucesso e felicidade que você é capaz de alcançar em sua vida. Isso porque todas as grandes vitórias exigem um grande sacrifício. Se o sucesso fosse fácil, todos seriam bem-sucedidos. Mas como o sucesso em qualquer área da vida exige muito trabalho e sacrifícios, a maioria das pessoas nunca alcançará todo seu potencial. Sempre que você decide não fazer algo difícil, você não só desperdiça sua oportunidade de crescer como pessoa, mas também perde a confiança em si mesmo. Você começa a se enxergar como preguiçoso e mal sucedido, e essa auto-imagem se tornará uma profecia bem-sucedida. Para alcançar qualquer objetivo, há apenas três coisas que você precisa: uma visão clara do que é que você quer, um plano para chegar lá e uma ação maciça constantemente repetida ao longo do tempo. Enquanto as duas primeiras partes são as partes fáceis da equação, a maioria das pessoas luta com a última parte: trabalho duro. Não há nada que você não consiga alcançar com trabalho árduo, por isso é necessário construir o hábito de escolher o que é difícil e necessário sobre o que é divertido e fácil de fazer. Fazer isso provavelmente é a maneira mais segura de ter sucesso na vida.

Citando Abraham Lincoln: “A melhor maneira de prever o futuro é criá-lo”. Se você já se perguntou onde você vai estar dentro de 10 anos, aproveite para dar uma olhada na sua vida atual. Quais ações você está tomando para tornar seus objetivos em realidade? Quantos livros você está lendo para crescer como pessoa e quantas coisas novas você está aprendendo? Com quem você está associando? Você está colocando o esforço necessário para alcançar seus objetivos hoje? Muitas vezes, as pessoas pensam que suas vidas mudarão de repente através de algum evento mágico no futuro, mas esse não é o caso. Sua vida muda quando você muda. Se você não está feliz com suas circunstâncias atuais, você está fazendo algo para mudar o cenário? Caso contrário, você está apenas sonhando acordado. Nada mudará se você não mudar o que faz diariamente. Como observou Aristóteles há mais de 2000 anos: “somos o que fazemos repetidamente. Excelência, então, não é um ato, mas um hábito”. Uma ótima maneira de criar ativamente seu futuro é perguntar a si mesmo: se eu já consegui meus objetivos, como eu agiria diariamente? Quais livros eu leria, com que frequência eu trabalharia, e como eu passaria meu tempo no escritório? Depois de responder a essas perguntas, você vai saber o que fazer. Aja como se você já estivesse no auge do sucesso.

Na vida, nada que vale a pena é fácil. Você deve fazer sacrifícios sob a forma de tempo, esforço, dor e trabalho árduo se deseja alcançar o sucesso. A grande tragédia da vida é que a maioria das pessoas desistiu antes de alcançar o sucesso. Elas já chegaram perto da praia, e tudo o que eles precisam é um último empurrão para alcançar a areia. Mas logo antes, há um obstáculo final em seu caminho – um último fracasso que elas precisam superar. Muitas pessoas desistem nesse ponto, sem perceber o quão perto elas estão. Se você puder tirar apenas uma coisa desta matéria, que seja isto: sempre que você encontrar uma falha ou adversidade, continue. O sucesso provavelmente vai ser difícil porque é a dificuldade que o torna tão especial. Se fosse fácil, todo mundo o alcançaria. A única maneira de crescer como pessoa é enfrentando os maiores desafios da vida. Não importa quanto tempo demore ou quão difícil isso possa ser.

Para maximizar sua autodisciplina todos os dias, é necessário manter uma imagem mais ampla em mente. Lembre-se das razões pelas quais você faz o que faz e, ao fazer isso, você tomará as ações necessárias – mesmo que elas sejam difíceis – afinal, você não trabalha duro sem motivos. Se você sabe o que quer fazer, e você tem razões suficientes para fazê-lo, você fará o que for preciso. O problema é que ficamos tão focados em trabalhar dia após dia que nos esquecemos das razões pelas quais estamos trabalhando em algo. Nós esquecemos por que fazemos o que fazemos e, em vez disso, somos sobrecarregados por uma lista de tarefas que nunca termina. Para acabar com esse problema, experimente reescrever seus objetivos todos os dias – ou pelo menos 3 vezes na semana. Todas as manhãs, depois de acordar, anote os objetivos mais importantes que você tem para sua vida. Isso não só aumentará sua motivação, mas também te dará clareza sobre os próximos passos.

Para garantir que você vai ficar forte diante da adversidade, certifique-se de resolver antecipadamente como você responderá aos problemas antes deles acontecerem. Você precisa ter um plano para o que fazer quando tudo parecer errado, ou então será muito fácil simplesmente desistir. Ao escrever seus objetivos, comprometa-se a torná-los realidade, não importa o quão difícil possa ser. Determine como você responderá a falhas e contratempos para que você possa voltar mais forte e melhor do que nunca. Se você seguir esses pontos sem abrir mão de nenhum, você terá sucesso em qualquer coisa que estabelecer na sua mente. Talvez não imediatamente, mas definitivamente.

Tenha disciplina e boa sorte!

02/04/2018 Posted by | Comportamento, Desenvolvimento Pessoal | Deixe um comentário